Mojitos de Laranja, porque sim, nós amamos mojitos!

Mojitos de laranja! Sim, mais um sabor diferente para mojitos… Já deu pra perceber que esse é um dos drinks favoritos da casa?
mojitos de laranja

Esse é um mojito pouco mexido, por assim dizer, quando comparado com outras receitas que já apareceram por aqui, como os especiais de São Patrício. Mojitos de laranja são basicamente mojitos tradicionais feitos com laranja no lugar do limão. Fácil né?

O resultado acaba sendo mais suave na acidez mas ainda assim bem refrescante. A hortelã cuida disso e acaba combinando bem com a laranja. Aliás, fica a dica pra quem não bebe álcool mas por um acaso do destino chegou até aqui: suco de laranja com hortelã deve ficar uma delícia!! Experimentem. Vocês  que bebem drinks alcoólicos, experimentem também!

Mojitos de Laranja

1 dose de suco de laranja
2 doses de rum
cerca de 10 folhas de hortelã
2 colheres chá e açúcar*
gelo

*essa quantidade pode diminuir caso a sua laranja não seja ácida (como a laranja serra d’água por exemplo)

Em uma coqueteleira (ou jarro que tenha tampa) amasse o açúcar e as folhas de hortelã juntos até o açúcar ficar verde e as folhas todas quebradas. Junte o rum e o suco e bata bem com algumas pedras de gelo.
Sirva em 2 copos baixos, com mais pedras de gelo. Se quiser enfeite com folhinhas de hortelã e/ou fatias de laranja.

——————————
Em 2015: Taça floresta negra

Salvar

Salvar

Salvar

bolo de laranja de liquidificador, feito com a laranja inteira!

Bolo de laranja de liquidificador com a laranja inteira e eu prometo que não fica nem um pouco amargo!
bolo de laranja de liquidificador

Essa receita é conhecida como o bolo de laranja da minha mãe, mas por aqui vamos colocar como bolo de laranja de liquidificador pra ficar mais didático. Mas continua sendo a receita que a minha mãe faz desde sempre. E isso rola porque o bolo é ótimo!

Sabe aquele bolo fácil, simplérrimo, bom pra acompanhar o café? É esse! O método é o mesmo do bolo de cenoura: bate no liquidificador e depois mistura com a farinha e o fermento. E aqui eu confesso que só não bati tudo porque eu tenho medinho de bater fermento no liquidificador (já teve desastre por aqui). Nem precisei mudar nada na receita, só medi tudo com xícaras e colheres padrão pra deixar acessível pra todo mundo.
bolo de laranja de liquidificador

Só deixo uma dica: a laranja escolhida vai fazer toda a diferença! A melhor, e que a gente usa sempre pra essa receita, é a Laranja Pera. Mas qualquer laranja da casca fina vai servir. O complicado é querer usar uma laranja Bahia por exemplo; como ela tem a casca mais grossa o risco de o bolo ficar amargo surge. Agora, tem quem ame o gostinho amargo, daí ela é uma ótima ideia!

Bolo de laranja de liquidificador

1 laranja  de casca fina
1 xícara de açúcar
2 ovos
3/4 xícara de óleo
1 colher sopa de fermento em pó
2 xícaras de farinha de trigo

Lave bem a laranja e corte as pontas, sem atingir a parte da polpa. Corte a fruta em 4 partes e retire sementes e o miolo branco. Corte os 4 pedaços em cubos menores caso seu liquidificador não seja dos mais potentes.
Junte no liquidificador a laranja cortada, os ovo, o óleo e o açúcar, e bata até obter uma mistura homogênea.
Em uma tigela misture a farinha e o fermento e junte a mistura do liquidificador. Misture apenas até todos os ingredientes estarem incorporados na massa. Transfira para uma forma untada e leve ao forno, aquecido a 200°, até que doure.

Salvar

Salvar

Salvar

Curau Vegano, ou seja sem lactose

Curau vegano pra quem não consome nada animal, e pra quem é intolerante ou tem alergia a lactose. E pra quem come de tudo e adora coco que é o meu caso….
curau vegano

Eu ando me perguntando como tornar receitas comuns ou tradicionais mais acessíveis pra quem tem restrições alimentares. O curau era um que sempre me pareceu simples, mas me pegava por conta da textura e do sabor. Pra quem não tá atentando, curau é uma espécie de mingau doce de milho. Ou seja: milho, leite e açúcar! Ou seja, eu teria que substituir um terço da receita. E pra completar o sabor do milho é bem suave.

E tudo isso pra dizer que, nenhuma dessas preocupações minhas realmente importa! O curau vegano nunca vai ser exatamente igual o curau tradicional, porque ele É outra receita. E isso de forma alguma é um problema. Eu poderia chamar de curau com coco no lugar de curau vegano, ou curau com amêndoas…
curau vegano

A maioria das receitas que encontrei por aí usa ou leite de coco ou leite de aveia. Eu ainda não consegui me acertar com o de aveia (sempre baba horrores), então resolvi testar com o de coco. E aí entra mais um detalhe dessa receita: você pode fazer beeem natural ou beem enlatado.

Quer usar espigas de milho orgânicas e leite de coco caseiro feito com coco comprado fechado? Pode! Milho congelado e leite de coco feito com coco ralado? Também pode! Milho enlatado e leite de coco de garrafinha? Tamos aí! Pegue qualquer uma dessas opções, faça a combinação que encaixa melhor na sua vida e pronto! Cada um sabe a rotina e as convicções alimentares que carrega, certo? O importante aqui é: vá pra cozinha. Essa é uma receita deliciosa, e eu odiaria que você perdesse. 😉

PS: nesse textão esqueci de contar que essa receita é pequena e rende apenas 2 xícaras de curau.

Curau Vegano

1 lata de milho – 1/2 xícara de grãos
1 xícara de água
200ml de leite de coco
1/2 xícara de açúcar

Bata o milho e a água no liquidificador até obter uma mistura homogênea. Passe essa mistura por uma peneira para retirar o bagaço do milho.

Se quiser pular essa parte e usar o suco de milho com bagaço o curau ficará com maior teor de fibras, mas com uma textura bem ingruminhada.

Em uma panela junte esse suco peneirado com o leite de coco e o açúcar e cozinhe até engrossar. É possível mexer enquanto cozinha para que não forme umas casquinha queimada no fundo da panela. Quando o curau estiver com a textura de um mingau transfira para uma tigela ou para taças individuais. Se quiser, cubra com canela em pó. Sirva quente ou gelado.
curau vegano

Salvar

Salvar

Soda Italiana – fugindo do refrigerante

Soda Italiana, já ouviu falar? É basicamente a versão basicona de um refrigerante caseiro, com um detalhe que eu amo: você customiza como quiser!
soda italiana

Apesar do nome essa bebida teve origem nos Estados Unidos; E ficou conhecida como Italian Soda por ser uma bebida borbulhante (soda = bebida borbulhante em inglês) feita com licores de uma marca italiana. Por lá você pode encontrar versões cremosas cobertas com creme batido, ou simples. E ainda versões alcoólicas feitas com licores ou não alcoólicas feitas com xaropes de frutas.

Deixando claro que o que eles chamam de xarope de frutas passa bem longe dos xaropes que já apareceram por aqui. Os de lá estariam mais pras groselhas altamente industrializadas que tem nos mercados daqui.

Pensando em quem aboliu o refrigerante de vez (oi), ou está pelo menos tentando consumir menos, a soda italiana acaba sendo uma ótima opção! Eu experimentei com a grenadine que tinha na geladeira e ficou uma delícia! Prefere bebidas alcoólicas na festa? O outro copo foi feito com um licor de vinho (receita em breve) mas também poderia ser a própria grenadine e uma dose de vodka!

Soda Italiana

1 dose de xarope ou licor
1 dose de vodka – opcional
água com gás
gelo – opcional

Se quiser, preencha um copo alto com gelo. Adicione o xarope ou licor escolhido, e se for fazer a versão alcoólica junte a vodka. Complete com água com gás e sirva com um canudo.

Salvar

Salvar

Pipoca Temperada de forno, agora só falta a netflix

Pipoca temperada em nova versão aqui no cozinha: agora ela vai no forno!
pipoca temperada de forno

Calma que não é pra você estourar a pipoca no forno. Quer dizer, se quiser experimentar tenta aí, e depois me conta o que que rolou. Mas aqui o forno serve pra secar o tempero e deixar a pipoca quentinha e crocante de novo.

Isso porque primeiro você estoura a pipoca, depois prepara o tempero e só então mistura tudo. Igual a nossa primeira receita de pipoca temperada. Só que ou você tem uma certa desenvoltura na cozinha pra preparar o tempero enquanto tá estourando a pipoca, e misturar tudo rapidinho antes que ela esfrie.Ou você come pipoca bem temperada mas fria… O forno acaba com esse problema: dá pra fazer tudo com calma e ainda assim comer pipoca temperada e quentinha.

Dessa vez eu fiz uma versão bem simples, com páprica e orégano só, mas dá pra colocar os temperos que quiser. E ainda pode adicionar queijo! Depois que misturar a manteiga temperada experimente adicionar parmesão ralado bem fino. Fica uma delícia! Só lembra que parmesão é salgado então talvez seja melhor diminuir o sal do tempero…
pipoca temperada de forno

E ficou afim de compartilhar essa receita com alguém? Você pode usar os botões abaixo pra escolher sua rede social favorita, ou compartilhar o vídeo pra facilitar a vida!

Pipoca Temperada de forno – original aqui

9 xícaras de pipoca estourada
60g de manteiga sem sal
3/4 colher chá de páprica picante*
1/2 colher chá de sal
1/2 colher chá de orégano*

*Vale trocar por outros temperos que você prefira

Derreta a manteiga e misture com os temperos. Derrame essa mistura sobre a pipoca e misture bem, tentando cobrir todas as pipocas. Espalhe-as sobre uma assadeira formando apenas uma camada de pipocas. Leve ao forno já aquecido a 180C por 5 minutos, misture e deixe mais 5 minutos. Sirva logo em seguida.

 

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Geleia de Caqui, e eu me rendi a falta do acento…

Geleia de caqui; é isso que você faz quando chega na sua casa uma caixa (dessas de feira) cheia deles! Sério era muito caqui…
geleia de caqui

Então depois de separar o mais verdes pra deixar amadurecer e alguns pra dividir com vizinhos/amigos/etc, ainda sobrou muito caqui pra gente conseguir comer antes que estragassem. E nessas horas eu lembro de ouvir que antigamente o povo fazia geleias, conservas, compotas, e afins pra não perder a produção. Então bora fazer geleia de caqui!

Pesquisei algumas receitas e acabei meio que adaptando todas junto da minha experiência com geleias. A maioria da receitas fala para passar o caqui na peneira e descartar a casca. Mas por aqui tal desperdício não é nem um pouco aceitável, então bati os caquis no liquidificador. Fica tão translúcida e fotogênica? Não. Mas o sabor continua delicioso e a textura ótima, então a receita final fica com as cascas mesmo.

Pra quem ficar na dúvida de colocar mesmo o limão ou não: ele ajuda a manter a cor avermelhada e o frescor do sabor da fruta, então meu conselho é mantenha!
E uma última nota: como sempre, quanto mais mais maduras as frutas mais gostosa a geleia.

Geleia de Caqui

700g de caqui – deu cerca de 6 caqui médios
1 xícara de açúcar
caldo de 1/2 limão – cerca de 2 colheres sopa
1/4 xícara de água

Antes de qualquer coisa higienize bem as frutas, lavando com uma escovinha com muita delicadeza para não romper a casca.
Bata os caquis no liquidificador com a água. Quando estiver homogêneo transfira para uma panela grande e adicione o açúcar e o limão. Cozinhe em fogo médio, mexendo de vez em quando até atingir o ponto.

Para saber o ponto eu uso o truque do pires gelado: na hora que começo a receita coloco um pires no congelador. Quando quero testar o ponto coloco uma colherada na geleia nesse pires e espero 1 minuto antes de conferir.

Transfira para um vidro mas espere esfriar completamente antes de tampar. Guardada na geladeira dura vários dias.

——————————-
Em 2015: Quase Anne Frid (pra quem ficou confuso é um drink com morangos…rs)

Salvar

Salvar

Salvar

Milk Shake Prestígio – especial Páscoa (ainda?)

Milk Shake Prestígio, porque esse sabor é meio que amado por aqui…
Milk Shake Prestígio

Papo rápido hoje pra introduzir a última receita antes da páscoa. Eu realmente não sei se encaixa em receitas de chocolate, mas ó, no dia matou minha vontade de chocolate e ainda deu algumas ideias.

Eu não tinha sorvete de chocolate, mas tinha uma calda que tinha sobrado dessa receita e sorvete de coco. E aí aquele bichinho do “e se” me picou, e eu fiquei pra morrer de curiosidade com a mistura dos dois. Acabou que misturar os dois deu muito certo! O sabor do coco continua mas o chocolate também se faz presente, ou seja: milk shake prestígio!

Outra coisa boa da receita? Dá pra fazer a versão sem lactose e/ou vegana!! A calda de chocolate do licor não leva leite (só água, açúcar e cacau em pó). Então prestou atenção na embalagem do cacau pra ver se tá tudo direitinho, se é puro e tal, e pronto! E o sorvete? Eu ainda tô devendo uma receita de sorvete de coco vegano aqui no Cozinha, e pretendo corrigir isso o mais rápido possível. Mas por hora fiquemos com essa receita, que é moleza de fazer. Pra quem não tem sorveteira já sabe né? É só usar o truque do sorvete de chocolate.

Milk Shake Prestígio

6 bolas de sorvete de coco
6 colheres de calda de chocolate
1/2 xícara de leite
mais calda pra decorar o copo
decorativo: Ovomaltine, coco ralado, raspas de chocolate, nibs de cacau, etc, etc…

*Pra fazer versão vegana os detalhes tão no texto acima

É aquela coisa moleza né: bate tudo no liquidificador, decora o copo com a calda, serve o milk shake e finaliza com o Ovomaltine, ou o coco ralado, ou o que você escolheu.

Salvar

Salvar

Ninhos de chocolate – Especial de Páscoa

Ninhos de chocolate com ovinhos de amendoim pra decorar sua mesa nessa páscoa! Ou apenas pra servir como uma sobremesa muito da fofa (e temática)…
ninhos de chocolate

O truque pra fazer esses ninhos quase não pode ser chamado de receita, de tão simples! Mas ainda assim vale um post, com vídeo e tudo, porque é o tipo de coisa versátil que dá pra usar em outros pratos também. Eu fiz ninhos de chocolate, mas você pode fazer um coração rendado, como a Janaína fez no programa onde aprendi o truque, ou o trabalho que você quiser! Usando um pouco mais de bebida a gente deixa o chocolate mais firme, e aí dá pra modelar mesmo. Como eu fiz no bolo especial do Halloween passado com aquela aranha grandona no topo…

Só não custa lembrar: tem que ser destilado tá? Do contrário o ponto não se mantém. Isso quer dizer que as crianças não podem chegar perto? Eu vou deixar essa decisão pra quem tem pimpolhos em casa. Eu usei menos de 1/4 de colher de chá de tequila pra cerca de 100g de chocolate, mas quem decide se isso é aceitável ou não são os responsáveis pela criança né?
ninhos de chocolate

Ninhos de Chocolate

Chocolate meio amargo
Destilado a escolha – usei tequila
ovinhos de amendoim

Escolha se os ninhos serão apenas servidos como sobremesa/lanche, ou se vão enfeitar a mesa. Se forem ficar a mostra fora da geladeira é preciso temperar o chocolate (passo a passo aqui); se não for o caso basta derreter o chocolate.

Vá adicionando a bebida aos poucos, bem aos poucos, e misturando o chocolate até atingir um ponto parecido com uma pasta. Transfira imediatamente para um saco de confeiteiro com um bico simples; o tamanho da ponta do bico depende do acabamento que você quer: quanto mais fino mais delicado o resultado final.

Modele os ninhos em um papel manteiga, atentando para que não inclinem demais para um lado. Se preferir use moldes desenhados no papel. Leve para a geladeira por alguns minutos para que seque e pronto. Para finalizar é só preencher os ninhos com os ovinhos de amendoim.

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

(Mini) Mega Bolo de chocolate – Especial Páscoa

Um mega bolo de chocolate, só porque é um bolo todo de chocolate, com recheio de chocolate, com decorações de chocolate…
mini mega bolo de chocolate

Quer melhor época pra fazer um bolo de chocolate que seja todo de chocolate? Não é buttercream com chocolate, não é brigadeiro, não é creme de chocolate. O máximo que aceitei foi a ganache, que é um creme com mais chocolate que tudo. E os suspiros, meu novo xodó!

Esses suspirinhos foram criação de última hora e ficaram uma delícia! Além de serem uma receita por si só: é só fazer um pouco maior e pronto, sobremesa simples feita.
Além deles também teve ovinhos e placas de chocolate pra decorar o que, de outra forma, poderia ser um bolo simples. Porque sim, se você quiser esse bolo pode ser um bolo de chocolate simples, no lugar de um mini mega bolo de chocolate.
mini mega bolo de chocolate

Mini mega bolo? É! Ele segue a ideia dos mega bolos com mais camadas, ou seja mais alto, e com decorações mirabolantes. Mas tem apenas 13cm de diâmetro! Ótima opção pra famílias pequenas né? E se a sua família for grandona é só dobrar a receita e pronto!

(Mini) Mega Bolo de Chocolate

Bolo – original aqui

2 xícaras de farinha de trigo
1 xícara de açúcar*
2 xícaras de chocolate em pó 50%*
2 colheres chá de bicarbonato de sódio
1 1/3 colher chá de fermento em pó
1 1/3 colher chá de sal
2 ovos grandões
1/3 xícara de óleo
1 xícara de leite
1 colher sopa de limão
4 colheres sopa de kahlua – receita aqui
3/4 xícara de água quente

*Inverta as medidas se for usar cacau puro, usando 2 xícaras de açúcar e 1 xícara e cacau.

Misture o leite e o limão e deixe descansar por 20min.
Unte 4 formas* redondas de 13cm e forre o fundo com papel manteiga e unte o papel também. Se as formas forem de fundo falso vai ser bem mais fácil. Ligue o forno a 180° para ir aquecendo.
Misture os ingredientes secos em uma vasilha e os molhados em outra. Junte ambos e misture apenas o suficiente para ficar homogêneo. Transfira a massa para as 3 formas e leve ao forno até que assem completamente.
Espere esfriar antes de desenformar.

*Você também pode fazer apenas dois bolos alto e depois corta-los no meio.

Recheio e Cobertura

600g de chocolate meio amargo
395g de creme de leite – uma lata com soro

Pique o chocolate em pedaços pequenos e leve ao banho maria para derreter. Junte o creme de leite e misture até ficar homogêneo. Tampe e deixe esfriar fora da geladeira. Dá pra fazer no dia anterior se quiser.
Logo antes de usar bata com uma batedeira até ficar mais claro e aerado.
mini mega bolo de chocolate

Suspiros de chocolate

1 clara
1 pitada de sal
1/2 colher sopa de cacau em pó
1 colher sopa de açúcar refinado

Bata as claras com o sal até obter picos suaves. Acrescente o açúcar e o cacau e bata até obter picos firmes. Com um saco de confeiteiro e um bico pitanga pequeno faça mini suspiros em uma forma com papel manteiga. Asse em forno baixíssimo* até que os suspiros sequem. Deixe esfriar no forno.

*Se seu forno não fica a menos que 180° asse com a porta entreaberta até que sequem, então desligue o forno e feche a porta até que esfrie.

Decorações de chocolate

chocolate meio amargo temperado
chocolate branco temperado
corante em gel

Tinja o chocolate branco da cor escolhida e coloque em um saco de confeiteiro (ou sacola com quina cortada); faça riscos de chocolate sobre uma folha de papel manteiga. Depois que secar cubra com o chocolate meio amargo formando uma placa.
Use o chocolate restante para preencher formas de mini ovos ou o formato escolhido.
mini mega bolo de chocolate

Montagem do seu (mini) mega bolo de chocolate

Corte os topos dos bolos, deixando todos retos e transfira um para uma bailarina ou a superfície onde você for trabalhar. Cubra com um pouco de ganache e outra camada de bolo. Repita, repita, repita. Se os bolos ficaram um pouco tortos, aproveite a ganache para acertar isso e conseguir um resultado mais reto no final.

Cubra as laterais e o topo do bolo com a ganache, mas deixe um pouco (1/4 de xícara mais ou menos) para finalizar o acabamento depois. Eu gosto de usar uma régua de plástico, dessas de escola, para deixar o bolo o mais reto possível. É só separar uma apenas para a cozinha e higienizar bem antes de começar a usar.

Com o bolo todo coberto, leve para a geladeira e espere pelo menos umas 2h para que a ganache endureça um pouco. Passado esse tempo, aqueça levemente a ganache que você separou e use para acertar possíveis falhas nas laterais, quina e topo do bolo. Transfira para o prato em que for servir, se já não estiver nele, e só falta decorar! Eu usei os mini suspiros para dar acabamento na parte de baixo; quebrei a placa de chocolate para fazer o topo, e finalizei com mini-ovinhos e mais alguns suspiros. O arco verde é parte o chocolate colorido que não foi coberto quando fiz a placa.

——————————
Em 2015: Chá caramelado

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Licor de chocolate – Especial Páscoa

Licor de chocolate caseiro, sim! E vamos tirar o elefante (tum-duns) da sala: não estamos falando de Amarula caseiro.
licor de chocolate

Esse é um licor de chocolate. Não tem leite, creme de leite ou leite condensado pra suavizar o sabor. E a bebida alcoólica é a mais neutra que eu encontrei: vodka. Outra vez, para não diluir o sabor. O que eu procurava era um licor denso com sabor puro de chocolate. Praticamente uma calda alcoólica. E foi exatamente isso que eu fiz.

Essa receita é extremamente simples, basicamente uma calda com chocolate acrescida de vodka. Mas é aí que mora o truque! Ela é tão simples que deixa o chocolate brilhar sozinho! Isso, claro, não precisa te impedir de inventar em cima dela. Dá pra trocar a vodka por conhaque, por exemplo, e o sabor vai mudar completamente dependendo do conhaque escolhido. O mesmo vale pra calda. Você pode acrescentar um pedaço de canela ou casca de laranja e com isso conseguir aromas diferentes pro que antes era um licor simples.

Minha estratégia favorita? Lidar com pequenas quantidades. Comece com a receita abaixo, ou metade dela se for o caso. Vai acabar rápido, mas aí na próxima vez acrescente um pedaço de casca de laranja quando for ferver a água. Na outra não coloque nada na calda, mas use rum no lugar da vodka… E por aí vai. Com o tempo você consegue o seu próprio licor, com seus sabores favoritos.
licor de chocolate

Licor de Chocolate

2 1/4 xícara de açúcar
1/4 xícara de cacau em pó
2 xícaras de água
Vodka – a quantidade depende

Misture a água, o açúcar e o cacau e leve ao fogo baixo mexendo de vez em quando. Assim que começar a ferver baixe o fogo e deixe cozinhar, ainda mexendo, até começar a encorpar. Não precisa formar uma calda ponto fio, mas tem que engrossar um pouco pra não ficar muito ralo depois.
Assim que atingir o ponto tire do fogo e deixe esfriar. Meça a quantidade de calda e então adicione metade desse volume de vodka. Exemplo: 2 xícaras de calda para uma de vodka.

——————————
Em 2015: Geleia de maracujá com manga (sem açúcar)

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar