Cocada Baiana – #CozinhaJunina

Cocada Baiana, em versão mini pra sobremesa rapidinha, pra roubar de madrugada, oooou pra sua festa de São João!
cocada

Cocada é daqueles doces bem típicos né? Mesmo assim só tinha tentado fazer uma vez, e o resultado não foi dos melhores. Embora o sabor tenha ficado ótimo os pedaços de coco não se juntavam formando a cocada, e tudo que eu consegui foi uma panelada de coco açucarado. Gostoso, mas não era meu objetivo.

Dessa vez sim, consegui cocadinhas que mantém a forma e não ficaram secas demais. Sabe quando você morde a cocada e ela tá ressecada? Não acontece isso aqui. No primeiro dias elas ficam até úmidas por dentro. Uma delícia!
cocada

A receita original não poderia ser mais a prova de erros, veio do livro A Comida Baiana de Jorge Amado, sobre os pratos da obra de (adivinha quem, adivinha quem) Jorge Amado. Não mudei praticamente nada na receita. Na verdade o que fiz foi corrigir um erro meu mesmo, ou quase. É que o ponto de formatar as cocadas pode se perder muito rápido, e assim acabar como minha primeira experiência: coco açucarado. Tem jeito de resolve e tá tudo explicado na receita abaixo.

Cocada Baiana – original aqui

1 1/2 xícara de açúcar
2 xícaras de água
3 xícaras de coco ralado – usei fresco

Comece preparando a assadeira: forra com papel manteiga e salpique açúcar refinado, ou de confeiteiro, por cima. Misture a água e o açúcar e leve ao fogo médio até atingir o ponto de bala mole. Vai demorar cerca de 50min. Pra conferir o ponto você pode ou pegar uma pequena porção de calda e colocar em copo com água fria (não gelada). No copo a calda deve esfriar e ficar sólida o bastante pra fazer uma bolinha, mas macia o bastante pra modelar com os dedos. Pra quem tiver termômetro é quando atinge 113C.

Ponto atingido desligue o fogo e junte o coco ralado. Misture bem e volte ao fogo baixo, mexendo de vem quando, por cerca de 15 minutos. Dá pra perceber que o coco vai soltar uma água e ela vai secar. Quando não tiver mais líquido na panela desligue o fogo e mexa mais uns 2 minutos pra esfriar um pouco. Modele as cocadas e transfira para a assadeira preparada. Cubra com filme plástico e leve para a geladeira por cerca de 2 horas pra secarem. Depois é só guardar em uma lata.

* Se, enquanto estiver modelando as cocadas, você começar a ver que está ficando muito seco e não segura mais a forma, é fácil de resolver: acrescente umas 2 colheres de água e ligue o fogo baixo, rapidamente, apenas para esquentar tudo junto. Volte a modelar até que fique seco demais de novo, e então repita o truque até acabar tudo.
cocada

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Bolo surpresa de coco

Bolo surpresa de coco, parece só um bolo normal com uma coberturinha de açúcar e quando você parte: recheio surpresa!
bolo surpresa de coco

Um bolo desse tipo já apareceu por aqui: o bolo surpresa de maracujá. E não sei porque demorei tanto tempo pra fazer outro. Esse tipo de bolo não é tão festivo e pesado quando um bolo completo com várias camadas de recheio e cobertura completa. Mas também não é só um bolo simples sem nenhuma firula.

Se quiser fazer só o bolo de coco dessa receita, sem recheio nem nada também fica uma delícia! Eu só trocaria o coco ralado simples por um adoçado.

E com toda essa versatilidade o bolo surpresa de coco daqui a pouco vai virar bolo surpresa de diversos sabores! Chocolate com coco, coco com abacaxi, só de abacaxi, morango com creme… Vou ter que me segurar pra não ter um novo a cada mês…. Se tiver algum sugestão de combinação de sabores é só deixar nos comentários! Qual o seu favorito?
bolo surpresa de coco

Bolo Surpresa de Coco

Bolo – original aqui

120g de manteiga
1 1/4 xícara de açúcar refinado
1 1/3 xícara de farinha de trigo
3 colheres sopa de amido de milho
1/2 colher chá de fermento
1/2 colher chá de sal
1/2 colher chá de essência de baunilha
3 ovos
200ml de leite de coco
1 xícara de coco ralado

Bata a manteiga com o açúcar até obter um creme claro. Junte os ovos e a baunilha e bata até ficar homogêneo. Junte então o amido, o sal e o fermento e bata novamente.
Adicione a farinha, o leite de coco e o coco, misturando bem entre cada adição. Quando a massa estiver homogênea transfira para uma forma redonda com furo no meio, untada. Asse em forno aquecido a 200° até que doure. Espere esfriar antes de desenformar.

Recheio

1 lata de leite condensado
100ml de leite de coco
100g de coco ralado

Junte todos os ingredientes em uma panela e cozinhe em fogo médio até começar a desgrudar da panela. O ponto não precisa ficar tão apertado quanto o de brigadeiro de enrolar. Transfira para um prato, cubra com filme plástico e deixe esfriar antes de usar.

Cobertura

Leite de coco
Açúcar de confeiteiro
Coco ralado

Misture o açúcar com o leite de coco até dissolver bem. Você pode deixar mais líquido ou mais cremoso conforme o seu gosto. Reserve o coco para decoração.

Montagem

Desenforme o bolo e vire de cabeça pra baixo no prato de servir. Corte o topo e reserve. Cave o miolo do bolo, tomando cuidado pra não furar nem as laterais nem o fundo. Recheie com o creme de coco e tampe novamente. Tenha cuidado de preencher completamente o “túnel” cavado mas sem ultrapassar a altura do bolo. Cubra o bolo com a cobertura e açúcar e finalize com o coco ralado. Deixe na geladeira por pelo menos 2h antes de servir.

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Milk Shake Prestígio – especial Páscoa (ainda?)

Milk Shake Prestígio, porque esse sabor é meio que amado por aqui…
Milk Shake Prestígio

Papo rápido hoje pra introduzir a última receita antes da páscoa. Eu realmente não sei se encaixa em receitas de chocolate, mas ó, no dia matou minha vontade de chocolate e ainda deu algumas ideias.

Eu não tinha sorvete de chocolate, mas tinha uma calda que tinha sobrado dessa receita e sorvete de coco. E aí aquele bichinho do “e se” me picou, e eu fiquei pra morrer de curiosidade com a mistura dos dois. Acabou que misturar os dois deu muito certo! O sabor do coco continua mas o chocolate também se faz presente, ou seja: milk shake prestígio!

Outra coisa boa da receita? Dá pra fazer a versão sem lactose e/ou vegana!! A calda de chocolate do licor não leva leite (só água, açúcar e cacau em pó). Então prestou atenção na embalagem do cacau pra ver se tá tudo direitinho, se é puro e tal, e pronto! E o sorvete? Eu ainda tô devendo uma receita de sorvete de coco vegano aqui no Cozinha, e pretendo corrigir isso o mais rápido possível. Mas por hora fiquemos com essa receita, que é moleza de fazer. Pra quem não tem sorveteira já sabe né? É só usar o truque do sorvete de chocolate.

Milk Shake Prestígio

6 bolas de sorvete de coco
6 colheres de calda de chocolate
1/2 xícara de leite
mais calda pra decorar o copo
decorativo: Ovomaltine, coco ralado, raspas de chocolate, nibs de cacau, etc, etc…

*Pra fazer versão vegana os detalhes tão no texto acima

É aquela coisa moleza né: bate tudo no liquidificador, decora o copo com a calda, serve o milk shake e finaliza com o Ovomaltine, ou o coco ralado, ou o que você escolheu.

Salvar

Salvar

Bolo crepe prestígio, e vai ter mais sabores viu…

Bolo crepe é isso aí né: um monte de crepe empilhado com recheio entre eles, formando um bolo. E nem precisa mais nada pra ficar gostoso! Mas ainda tem uma coberturinha porque eu não tenho juízo….
bolo crepe prestígio

Eles ficaram na moda algum tempo atrás, mas acabou que eu nunca tinha experimentado o tal bolo crepe. Principalmente porque a maioria das receitas que eu tinha visto eram com buttercream, recheio que não faz muito sucesso aqui em casa. Então estava eu pensando qual recheio usar pra esse tipo de bolo quando me aparece uma foto de um beijinho (deve ter sido no Pinterest…)

Pronto, problema resolvido: bolo crepe recheado com beijinho. E pra ficar mais bonito com massa de chocolate que aí já vira um bolo crepe prestígio!
bolo crepe prestígio

A receita da massa veio de uns crepes smores gringos e tudo que eu fiz foi dobrar a receita pra render um bolo de altura decente. Aliás, a ideia dos crepes smores é bem boa: recheia com marshmallows derretidos, biscoitos quebrados e pedaços de chocolate. Não tem como não ficar bom.

Uma dica: não use receita de massa de panqueca. Ela não tem a elasticidade necessária pra fazer os discos tão fininhos quanto os crepes.

Ainda nos crepes: a quantidade deles varia de acordo com o tamanho que você fizer. Os meus tem cerca de 15cm e a massa rendeu uns 25, mais ou menos. O suficiente pra usar todo o recheio e ainda sobrarem uns 4 discos. Falando em recheio: é o beijinho clássico; tudo que eu fiz foi acrescentar creme de leite pra enriquecer e diminuir a doçura. A cobertura foi improvisada, e meu conselho mor é: guarde essa receita de cobertura! Ela é mega simples, com dois ingredientes só, fica uma delícia e serve pra um mundo de receitas!
bolo crepe prestígio

Bolo crepe de prestígio

Recheio

1 lata de leite condensado
100g de coco ralado fino- usei não adoçado
25g de manteiga
1/2 caixinha de creme de leite – 100g

Misture todos os ingredientes e leve ao fogo médio, mexendo sempre, até atingir o ponto de brigadeiro. Não precisa atingir o ponto de enrolar pra não ficar difícil de montar o bolo, só não pode ficar muito mole. Transfira o doce para um prato e cubra com filme plástico. Deixe esfriar mas não leve para a geladeira para não ficar muito duro.

Crepes – original aqui

1 1/2 xícara de farinha de trigo
1 1/2 xícara de leite
8 colheres sopa de chocolate em pó 50%*
4 colheres sopa de açúcar*
2 colheres sopa de essência de baunilha
4 ovos

*se preferir usar cacau puro ajuste as medidas para 4 colheres sopa de cacau e 8 colheres sopa de açúcar

Bata os ovos até espumarem. Adicione o leite e a baunilha e bata novamente. Junte todos os ingredientes secos e misture delicadamente até que sejam totalmente incorporados. Cubra a massa com um filme plástico e leve a geladeira por pelo menos 30min.
Esquente uma frigideira, de preferência antiaderente, e unte com manteiga. Derrame uma pequena porção de massa na frigideira e espalhe bem; a intenção é fazer uma camada bem fina de massa. Deixe cerca de 1 minuto até que a parte de cima não esteja mais líquida e então, com cuidado, vire e deixe até dourar o outro lado. Repita até acabar a massa.

Cobertura

50g de chocolate – seu favorito
50ml de leite

Misture os dois e leve ao fogo baixo até que o chocolate derreta e forme um creme. Use imediatamente.

Montagem

Basicamente é só empilhar crepes e recheio alternadamente até um deles acabar, terminando com um crepe. Espalhe a cobertura sobre esse último crepe e finalize com algumas raspas de chocolate ou seu confeito preferido.

Dicas: faça camadas finas de recheio. Vai parecer pouco, mas como são muitas camadas no final fica bem equilibrado. Falando em equilíbrio, dependendo dos crepes algumas camadas podem ficar meio tortas. Um jeito de arrumar é partindo um crepe e colocando uma camada a mais no lado mais baixo. Vide a foto abaixo.
bolo crepe prestígio

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Sorvete de Pina Colada, abacaxi com coco com rum

Sorvete de Pina Colada, é coco com abacaxi (amamos!) com rum (amamos também!) feito pra tomar na casquinha ou amontoar um monte num potão!
sorvete de pina colada na casquinha

Vamos as principais vantagens do sorvete caseiro, mesmo que você não tenha sorveteira:

– você sabe tudo que tem ali dentro. Isso quer dizer um sorvete de pina colada, ou qualquer outro sabor, sem acidulantes, conservantes, aromatizantes e por aí vai. Se qualquer desses ingredientes entrarem na receita é porque você quis. Com ou sem dieta, saber tudo quanto é ingrediente que vai na comida é sempre uma boa ideia, e quanto menos nomes complicados nessa lista melhor ainda!

– você pode inventar como quiser! Troque sabores, acrescente algum tempero, pedacinho de chocolate, hortelã, algum licor… O que a imaginação mandar e pronto, seu sorvete ficou único!

Essa receita sofreu muitas alterações desde a original até a que aparece aqui, inclusive no nome; Sorvete de Pina Colada é ideia minha, a original chama sorvete de coco com abacaxi.

O abacaxi em lata virou in natura já que por aqui só encontramos abacaxi em calda. O creme de coco, que não encontramos por aqui também, virou um leite de coco caseiro mega concentrado, quase um creme mesmo. Leite de coco em pó? Tirei. O leite em pó continua que ajuda a dar mais sustância pra massa. Aliás já fica a primeira dica: tem leite em pó sem lactose? Então pronto, sorvete sem lactose pra quem não pode!

Podia ter mais rum? Podia. Com apenas duas colheres o sabor não aparece, e ele contribui só com a textura. Então já fica a segunda dica: o sorvete é só pra adultos? Pode dobrar a quantidade de rum; com 4 colheres ele vai ficar mais cremoso e com sabor de drink!

Última dica porque o post já tá longo: não caia na preguiça de usar leite de coco de garrafinha. Ele é muito ralo e você teria que ficar cozinhando ele toda vida pra reduzir e conseguir a textura. Pelo trabalho vale mais a pena fazer o leite/creme em casa mesmo. E já que deixou a preguiça de lado, ignora o coco ralado de pacotinho também vai… O coco fresco dá muuuito mais sabor e com um martelo fica facinho de abrir. Sério gente, eu não tinha ideia o quão mais fácil é quebrar o coco com um martelo. Segura ele bem firme e capricha na mira e pronto!
sorvete de pina colada na casquinha

Sorvete de Pina Colada – original aqui

2 1/2 xícaras de abacaxi em cubos
3 xícaras de coco ralado
1 1/2 xícara de água quente
1/2 xícara de açúcar
4 colheres sopa de leite em pó
2 gemas grandes
1 colher chá de essência de baunilha
2 colheres sopa de rum

Leve o abacaxi para uma panela em fogo médio e deixe cozinhar por cerca de 10min. Reserve. Bata o coco com a água e filtre em um pano (ou coador). Reserve também.

Em uma panela junte o açúcar, o leite em pó e metade do leite de coco e esquente; enquanto isso bata as gemas até formarem um creme claro. Tempere esse creme com a mistura quente, bem aos poucos pra não cozinhar. Volte essa mistura ao fogo e cozinhe, mexendo sempre, até que comece a engrossar. Retire do fogo e junte o restante do leite de coco e a baunilha e misture bem. Bata essa mistura com o abacaxi e rum no liquidificador até ficar homogêneo.

Leve ao congelador até começar a congelar e então bata na batedeira ou no processador até ficar homogêneo. Volte ao congelador até congelar completamente e então bata novamente. Siga com essa rotina até ficar cremoso.

PS1: Se você tiver uma sorveteira é bater no liquidificador e ir direto pra sorveteira.

PS2: Para fazer as casquinhas eu derreti um pouco de chocolate branco, passei na borda e cobri com coco ralado bem fininho. Você ainda pode trocar ambos pra algo que contraste com o sorvete caso prefira.

——————————

Em 2015: Pepilancia Twist

Salvar

Salvar

Salvar

Cookies de limão craquelados

Cookies de limão, pra provar que cookie não precisa ser só com chocolate. E porque acho que limão combina muito bem com o calor que tá fazendo. E também porque eu meio que não resisto a essa cobertura de açúcar toda craquelada!
cookies de limão craquelado

A receita original chama esses biscoitos de Coconut Key Lime Crinkle Cookies. Que dá pra traduzir, mal e porcamente, como biscoitos craquelados de coco e torta de limão. (Key Lime é uma torta de limão típica de alguns locais quentes dos Estados Unidos.)
Mas a gente mal sente o sabor do coco no resultado final, ele contribui mais pra textura do biscoito mesmo. Então aqui em casa eles viraram crinkle cookies de limão, ou se você preferir o nome todo em português: biscoito craquelado de limão.

Falando na cobertura craquelada, o truque é simples e vale pra outros tipos de cookies. Já teve, inclusive, um de chocolate por aqui usando o mesmo truque: cobertura dupla de açúcar. Parece que não vai dar certo, mas confia que a mágica acontece no forno. E não preocupa com o tempo de forno, que parece muito rápido, esse tipo de biscoito assa rápido mesmo.
cookies de limão craquelado

Crinkle Cookies de Limão – original aqui

80g de manteiga sem sal – pommade
raspas de 1 limão
1/2 xícara de açúcar refinado
1 ovo
25ml de limão
5 colheres sopa de coco ralado fino
2 colheres chá de fermento em pó
1 3/4 xícara + 1 colher sopa de farinha de trigo
açúcar de confeiteiro
açúcar cristal

Amasse as raspas de limão com o açúcar refinado até incorpora-las. Junte a manteiga e bata até conseguir um creme claro.
Adicione o ovo, o coco e o suco de limão e misture bem. Por último junte o fermento e a farinha e amasse até conseguir uma massa coesa. Não precisa sovar. Enrole a massa em filme plástico e deixe na geladeira por 1h.
Corte a massa resfriada em porções iguais e faça bolinhas com cada uma. Passe cada bolinha primeiro no açúcar cristal e em seguida no açúcar de confeiteiro, e então transfira para uma assadeira forrada com papel manteiga.
Asse, em forno aquecido a 180°, por 10min. Eles ainda estarão muito macios, então deixe amornar antes de tirar da assadeira. O ideal é guardar numa lata depois que já estiverem completamente frios.

—————————–

Em 2015: Devils cake simples

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Bolo árvore de natal – especial de natal

Bolo árvore de natal. É bolo, e é árvore de natal. E eu não acreditei que esse bolo fosse mesmo sair viu….
bolo árvore de natal

Já tem tempo que tô sonhando em esculpir bolos, e achei que um cone era uma forma fácil de esculpir… Cone, pinheiro, árvore de natal… Não precisei pensar muito né?
A pedidos, a parte interna foi bolo de baunilha (o basicão daqui do Cozinha mesmo) com recheio de beijinho. E fica aqui a primeira dica: não use coco em flocos!! Ele é uma delícia pra comer, mas um saco pra trabalhar o bolo. Prefira o coco ralado pequenininho mesmo, porque quanto mais homogêneo o recheio mais fácil depois. Aliás, tô colocando nele a culpa da minha árvore ter ficado meio cambeta prum lado…rs

(mentira, a culpa foi da cozinheira mesmo, mas apaixonei com a árvore mesmo cambeta viu.)

Por fim a cobertura. Pra mim a ganache é o ideal pra esse tipo de receita: dá pra modelar bem e agrada todo mundo. Usei uma de chocolate branco com corante verde-folha. Mas atenção pro tipo de corante, tem que ser próprio pra chocolate. E por fim os confeitos: essa é a parte mais divertida! Use tudo que der vontade: mini confetes, confeitos estrelados, miçangas, essa é a hora de brincar!
bolo arvore de natal partido

Bolo árvore de natal

Bolo
200g de manteiga sem sal
1 3/4 xícaras de açúcar refinado
2 1/2 colheres chá de essência de baunilha
5 ovos
3 xícaras de farinha de trigo
3 colheres chá de fermento químico
3/4 colher de chá de sal
1 1/4 xícara de leite

Recheio
2 latas de leite condensado
200g de coco ralado – não use em flocos pq esse complica sua vida
50g de manteiga sem sal

Cobertura
500g de chocolate branco
150g de creme de leite de caixinha
corante verde em gel – próprio para chocolate

Xarope simples
Confeitos variados
Enfeite de estrela

No dia anterior:
Peneire a farinha com o fermento e o sal e reserve.
Bata a manteiga com o açúcar até formar um creme fofo. Junte os ovos, um a um,  e a baunilha e continue batendo entre cada adição até ficar homogêneo. Diminua a velocidade (da batedeira ou do braço) e adicione 1/3 da mistura farinha, depois metade do leite; mais 1/3 da farinha e o restante do leite; e por último o restante da mistura de farinha. Quando tudo estiver incorporado divida a massa em 3 formas redondas untadas e com papel manteiga no fundo. Eu usei uma de 15cm e duas de 13cm, mas quem tiver uma menor pode fazer uma de 13 e uma menor. Leve ao forno, aquecido a 200° até que dourem.

Deixe os bolos esfriarem bem antes de trabalhar com eles. Enquanto isso faça o xarope simples, fervendo uma medida de água junto com uma medida de açúcar. Faça também o recheio. Leve todos os ingredientes ao fogo médio e misture até chegar ao ponto de enrolar brigadeiro. Deixe esfriando antes de usar também.

bolo arvore de natal - preparo

Desenforme os bolos, nivele e corte cada um ao meio. Um dos bolos de 13 eu cortei em um círculo menor, usando uma tigelinha daqui de casa como guia. Molhe bem cada fatia de bolo com o xarope já frio. Recheie cada bolo, volte com ele para a forma e cubra com filme plástico. Agora eles vão dormir na geladeira, por pelo menos 8h, ou de uma dia pro outro.
Faça ainda a cobertura: em banho maria junte o chocolate, o creme de leite e o corante e misture até ficar homogêneo. Retire do banho-maria, tampe a vasilha e deixe dormir fora a geladeira para firmar suavemente.

No dia seguinte:
Se for usar uma bailarina (aquele prato próprio pra confeitar, que gira na base) use uma base de papelão para empilhar o bolo e depois transferir para o prato de servir. Ou também dá pra já montar no próprio prato.
Empilhe os bolos já recheados, usando um pouquinho da cobertura para grudar um no outro. Tome cuidado para que cada bolo fique no centro do bolo de baixo, para que a árvore não fique muuito torta no final.
Com uma faca de serra corte o bolo em cone. Eu usei um cortador de biscoito redondo pra definir a menor parte e fui cortando em direção a base. Mantendo o bolo maior com os 15cm originais. Não preocupe com a ponta agora, foque em deixar o cone o menos torto possível. (falhei miseravelmente nessa, mas segue vida)

bolo arvore de natal - preparo

Com as rebarbas do bolo a gente faz a ponta: como num cake-pop, amasse o bolo com recheio e modele um conezinho com a base igual a ponta do cone maior. Essa será a ponta da árvore. Use um pouco da cobertura para colar os dois.
Cubra o bolo com uma camada fina da cobertura, apenas para segurar os farelos, e leve para gelar por pelo menos 1h. Depois cubra com o restante da cobertura, alisando bem.
Daí é só enfeitar. Eu usei açúcar colorido verde na árvore toda, para dar um brilho. Depois cobri com confeitos redondos e de estrela, bem coloridos. E finalizei com miçanguinhas douradas. A estrela da ponta ficou por conta de um pingente emprestado da cozinheira mãe.

——————————–
Em 2015: Biscoito Homem de Gengibre

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Pavê de abacaxi (com coco)

Pavê de abacaxi, e se quiser com coco também!
pavê de abacaxiEnquanto ninguém avisa pro verão que a primavera ainda nem começou, por aqui as sobremesas geladas já começam a dar as caras. E a de hoje pra mim já é vintage porque eu nem tinha nascido e ela já marcava presença por aqui.
O nome no caderno da minha mãe é de torta de abacaxi, mas já que não tem casquinha de massa chamemos de pavê que é todo doce em camadas. E a original também não tem coco, mas me parece meio que um sacrilégio fazer um doce de abacaxi e não juntar coco em algum lugar. Pra quem não gosta da combinação, ou do coco em geral, é só ignorar e parar a montagem no creme de claras.
Se por algum milagre você não gosta de abacaxi mas ainda está aqui: troca o doce de abacaxi por alguma fruta em calda, ou por alguma geleia diluída e me conta o resultado! 😉

Pavê de abacaxi (com coco)

1 lata de leite condensado
2 latas de leite*
1 xícara de açúcar
1 abacaxi – cerca de 5 xícaras em cubinhos
4 ovos
1 lata de creme de leite sem soro
coco fresco – ralado ou em fitas**

*todo mundo ciente que é a lata de leite condensado usada como medida né?
** usei um descascador de legumes pra fazer fitas de coco, mas vale usar no formato que preferir

Pique o abacaxi em cubinhos, descartando o miolo* e junte com o açúcar em uma panela. Misture apenas de vez em quando, tomando cuidado para “sujar” as laterais da panela com a calda formada para que não tenha cristalização. Quando a água secar e o abacaxi começar a dourar desligue e deixe esfriar.
Junte o leite condensado, leite e as gemas em uma panela e cozinhe, misturando quase sempre, até engrossar. O ponto varia de acordo com o gosto de cada um, mas é bem parecido com o do creme de confeiteiro.
Transfira o creme formado para o recipiente escolhido e cubra com filme plástico até esfriar totalmente. Vale deixar na geladeira se quiser acelerar tudo. Quando o creme e o doce de abacaxi já estiverem frios retire o plástico de cima do creme e cubra com o doce de abacaxi.
Bata as claras em neve e quando atingir picos firmes junte o creme de leite, ainda batendo. Quando estiver homogêneo cubra o abacaxi com esse creme. Por fim cubra tudo com o coco e leve para a geladeira. Costuma ficar ainda mais gostoso se dormir na geladeira antes de servir.

*descartando é modo de dizer né gente, por aqui o miolo é cortado em cubinhos e vira um ótimo petisco pra comer fora de hora
pavê de abacaxi———————————
Em 2014: Palitos de cebola

Salvar

Salvar

Salvar

Cobertura prestígio – sem lactose

Uma cobertura pra bolos e tortas sabor prestígio e sem lactose foi o que saiu da panela hoje:
cobertura prestigio cozinharoman pt2Isso mesmo, sem lactose e nem por isso com gosto estranho ou com ingredientes difíceis de achar. Essa cobertura tem poucos ingredientes e que são passíveis e mudança, que é pra facilitar a vida de todo mundo! E claro, tomando cuidado com a origem de cada ingrediente dá até pra ficar vegana.

O leite de coco que usei foi o de garrafinha que é mais fácil, mas dá pra usar o caseiro tranquilamente; e optando pelo caseiro dá até pra controlar a consistência final de acordo com a quantidade de água usada. Os açúcares. São 8 colheres de sopa pra dar a consistência, e tem refinado e de confeiteiro pra balancear a doçura final. É que o açúcar de confeiteiro parece que adoça menos que o refinado, pelo menos os que uso aqui. Não sei se isso vale pra todo mundo mas então fica a dica: são 8 colheres no total, pode ser tudo refinado ou tudo confeiteiro ou tudo mascavo pra quem prefere o sabor dele. Mude a combinação conforme o seu gosto!

Outra opção é usar o chocolate em pó que é só cacau e açúcar. Mas aí tem que ficar atento no rótulo e ter certeza de que é só cacau e açúcar mesmo. Se você usar um chocolate 50% isso quer dizer que cada colher dele vai ser 1/2 colher de cacau + 1/2 colher de açúcar, daí é só fazer as contas da proporção do chocolate escolhido. Pra quem for usar cacau mesmo, tanto faz se é alcalinizado ou não, beleza?

E por último a tapioca! Essa descoberta foi linda porque a consistência muda quase que imediatamente após sua adição. É aquela mesma que a gente compra no mercado pra fazer as panquequinhas “fit”. Eu escolhi ela porque não queria colocar amido de milho, pra consistência não ficar parecida com a de um pudim. Pra quem não tem tapioca vale usar qualquer amido; é claro que a consistência muda mas gente, é só adaptar né.
Pra fechar: nas fotos a cobertura foi usada em versões individuais do bolo de chocolate dos deuses que, tomados os cuidados com o chocolate em pó, também não tem lactose. É só clicar no link pra ver a receita. 😉

Cobertura Prestígio

1 xícara de leite de coco
2 colheres sopa de cacau
4 colheres sopa de açúcar refinado
4 colheres sopa de açúcar de confeiteiro
1 colher sopa de tapioca

*para mais informações sobre os ingredientes é só ler o textão ali de cima.

Misture todos os ingredientes e leve ao fogo baixo mexendo até engrossar, o que acontece rapidinho. Quando adquirir uma consistência de geleca retire do fogo e leve a geladeira por algumas horas.
Bata pra quebrar a consistência de geleca e volte a geladeira por pelo menos mais 2-3 horas antes de usar.

—————————–
Em 2015: Chocohotpots da Nigella

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Bolo de coco com doce de abóbora – drops

Drops rapidinho bem no estilo original da coisa, só uma ideia de combinação de sabores: bolo de coco com doce de abóbora!
bolo coco com abobora cozinharoman ptEu não sei bem se chamo o que tá na foto de naked cake, torre de bolo, verrine sem taça…. enfim, o importante é o que eu usei:

– o bolo é o  basicão de baunilha que perdeu a essência de baunilha e ganhou leite de coco no lugar do leite comum. Pra quem prefere também dá pra manter o leite comum e só trocar a essência de baunilha por uma de coco.
– e o doce é um doce simples de abóbora com coco, sem muito segredo, apenas apertando o doce o suficiente pra que ele não fique muito mole.
– não usei cobertura porque queria um prato simples, sem muita cara de festa. (Mas claro que dá pra mudar isso e usar qualquer cobertura que você ache que combine com os sabores.)