Trança amanteigada de nozes

Todxs lembram da trança de nutella né? Essa aqui é prima-irmã dela, com uma massa um pouquinho diferente (mais fofinha) e recheio de creme de nozes.

Esse é mais um monstro de Frankenstein aqui do Cozinha, juntados um pedaço de uma receita aqui, mais um de outra ali, com sorte (e planejamento) deu tudo certo!
A massa é bem parecida com a dos cinnamon rolls, apenas a proporção fermento/farinha que mudou. Fiz isso pra que a massa ficasse mais parecida com um pão caseiro mesmo, mais fofinha do que os rolls ficaram.
Já o recheio era pra ter sido o recheio de uma torta que não rolou… Acabou sobrando esse creme de manteiga com nozes e eu não sabia mais o que fazer com ele quando essa ideia surgiu na minha mente.
E por fim a técnica de trançar a massa é a mesma da rosca trançada de nutella, só que em vez de tentar fazer uma rosca resolvi simplesmente colocar em uma forma de bolo inglês. Como dá pra ver nas fotos, metade ficou trançada bonitinha e metade desmanchou durante o segundo crescimento. Pra evitar que isso aconteça não deixe a trança muito folgada dentro da forma.

Trança Amanteigada de Nozes
xícara de 240ml

3 ovos minúsculos – ou 2 normais
1/4 xícara de óleo
1/2 xícara de água
1/2 xícara de leite
1/2 xícara de açúcar refinado
1/2 pacote de fermento biológico seco
+- 4 xícaras de farinha de trigo*

100g de manteiga
açúcar refinado
nozes picadas

Comece preparando o recheio: bata a manteiga com um pouco de açúcar até obter um creme fofo. Acrescente as nozes picadas e misture até incorporar totalmente. Não tem medidas para o açúcar e para as nozes porque vai de gosto. Eu usei mais ou menos 50g de açúcar e 1/2 xícara de nozes que eu piquei grosseiramente. Mas é possível usar mais açúcar, mais nozes, e até mais manteiga. Vai de como e de quão recheada você quer a trança.

Para a massa: Esquente juntos o leite e a água, apenas até amornar. Transfira para o liquidificador junto dos ovos e do óleo e bata até ficar homogêneo.
Em uma bacia misture o fermento com o açúcar e vá acrescentando a mistura do liquidificador aos poucos e misturando. Quando tudo estiver incorporado comece a adicionar a farinha. Vá acrescentando aos poucos e sovando a massa. Talvez não precise de tudo, talvez precise de um pouco mais, mas tente não colocar muito a mais. Quando mais farinha mais pesado o pão fica. Sove a massa até que forme uma bola lisa e elástica. Ainda vai estar meio mole e se segurar por muito tempo ela acaba grudando na mão, é assim mesmo. Volte para a bacia e deixe descansar, coberta por um pano, por 30minutos pelo menos.
Para montar: Unte e enfarinhe uma forma de bolo inglês, ou que você preferir e reserve. Enfarinhe a bancada e comece a trabalhar a massa. Não é preciso sovar novamente, com um rolo de macarrão abra um retângulo de no máximo 0,5cm de espessura. Para um acabamento mais bonito tente deixar as bordas do retângulo bem certinhas. Espalhe a mistura de manteiga e nozes sobre toda a massa* e enrole como um rocambole. Você pode enrolar no sentido do comprimento ou da largura, isso depende se você quer uma trança mais comprida ou mais gordinha. Corte o rocambole ao meio no sentido do comprimento, e enrole as duas tiras formando a trança. Transfira para a forma enfarinhada e deixe crescer por mais 10 minutos. Enquanto isso ligue o forno a 200° para ir aquecendo. Passados os 10minutos leve a trança ao forno até que doure.

*existem duas formas de lidar com o recheio. Você pode usá-lo cremoso e aí fica mais difícil espalhar na massa, mas fica mais fácil de enrolar a trança sem desmanchar nenhuma parte. Ou você pode usá-lo derretido (15seg no micro-ondas) e aí fica mais fácil espalhar sobre a massa mas aí fica mais difícil enrolar a trança. Veja o que é mais fácil pra você.

Em 2014: Kibes

Salvar

Babka de canela

Passeando pelo meu feed de notícias atrás de inspiração para as panelas me deparei com esse nome estranho. A Babka é uma espécie de pão parente do brioche bem comum no leste europeu, feita normalmente em festas como a páscoa. Essa receita é a corruptela da versão judaica da babka, mais comum com canela ou chocolate.
Se para alguém o nome estiver soando familiar como foi comigo é por conta de um episódio de Seinfeld, que você encontra aqui.

Enfim, achei essa receita no A Cozinha Coletiva, fiquei encantada com as fotos do Richie e resolvi experimentar. Só que por essas bandas cream-cheese tem valor de ouro ou mais. Mascarpone acho que maioria nem ouviu falar. Na falta de queijo, vai manteiga mesmo! rs Se você tiver acesso ao cream cheese, ou melhor ainda ao mascarpone, aconselho seguir a receita dele. Se, como eu, não tiver, vai de manteiga que fica gostoso também!

babkaBabka de canela – original aqui
xícara de 240ml

1/2 xícara de leite em temperatura ambiente
1 colher sopa de cream cheese – usei manteiga sem sal
1/4 xícara de açúcar refinado1 ovo inteiro
1 gema
1/4 colher chá de sal
2 xícaras de trigo + 2 colheres sopa
1 pacote de fermento biológico seco
75g de manteiga sem sal em temperatura ambiente

para recheiar:
2 colheres sopa de manteiga em temperatura ambiente
1/4 xícara de açúcar refinado
1/2 colher sopa de canela em pó

1 gema + 1 colher sopa de leite para pincelar

Em uma tigela misture o leite, o cream cheese/manteiga, o ovo, a gema e o sal e misture até ficar homogêneo. De uma vez adicione a farinha e o fermento e misture bem até incorporar. Vá adicionando a manteiga aos poucos e misturando entre cada colherada até incorporar tudo. Sove a massa até que ela fique elástica e não grude mais na vasilha. Resista a tentação de simplesmente jogar mais farinha, vá sovando que a massa vai secar. Unte a tigela com óleo, coloque a massa, cubra com um pano e deixe crescer por 1 hora.

Abra a massa em uma superfície enfarinhada formando um quadrado. Pincele a manteiga sobre toda a massa, e cubra com o açúcar misturado com a canela. Enrole como um rocambole, divida ao meio no sentido do comprimento e trance. Se tiver dificuldade para manusear a massa pode deixar apenas enrolado como um rocambole, vai dar certo também. Coloque em uma forma alta (bolo inglês), cubra e deixe crescer por mais 1:40h.
Pré-aqueça o forno a 180°. Pincele a babka com a gema batida com o leite e leve para assar até dourar.

babka3

Salvar