Bolo na laranja monstro – #cozinhadebruxa

Bolo na laranja, mas em formato de monstrinho! Essa receita é das mais fáceis e adaptáveis, e dá um resultado lindo pras festas de outubro. Agora é só escolher o sabor!
bolo na laranja monstro

Isso porque pra essa brincadeira qualquer bolo serve, desde que o sabor combine com laranja. É que por ser assado dentro da fruta o bolo acaba beeem aromatizado. Chocolate? Ótimo! Coco? Maravilha! Baunilha? Esse vai bem com tudo! Escolhido o sabor, prefira uma receita que não cresça muito. Sabe aquele bolo que você acha que vai virar um bolão mas decepciona? Esse é o certo pra essa experiência! É que fica legal o bolo levantando a tampa do monstro, mas se crescer demais acaba desperdiçando massa…

Desperdiçando mesmo não porque a gente come o que sobrar né… Mas deu pra entender, certo?

Se o bolo escolhido não tiver a cor mais monstruosa do mundo é só usar o corante. Eu sempre recomendo gel ou em pó pra não alterar muito a textura, mas não é uma exigência muito forte. Tô falando que essa receita de bolo na laranja é adaptável…

Últimas dicas? Eu prefiro a laranja Bahia por conta da cor da casca (parece uma abóbora né?) e pelo formato dela. Quando murcha no forno ela fica parecendo ainda mais a cabeça de um monstrinho… Mas no fundo, no fundo, qualquer uma serve! E lembra e encaixar bem a tampa de cada laranja que é pra ninguém perder parte da cabeça no processo!

Bolo na laranja monstro

1 receita do seu bolo favorito
corante – opcional
laranjas
papel alumínio
caneta e/ou faca

Com a faca corte a laranja cuidando para cortar no topo, e não no meio. E com uma colher cave a polpa da fruta até deixar só a casca. Faça isso delicadamente para não romper a casca, e lembre que quanto mais casca você conseguir deixar mais firme seu monstrinho fica… E mais forte o sabor de laranja também!

Se quiser tingir o bolo de uma cor específica adicione o corante na massa já pronta e misture rapidamente. Preencha cada laranja até cerca de 3/4 da parte maior. Tampe cada uma, tomando cuidado pra tampa encaixar direitinho. E enrole todas em papel alumínio se quiser que a fruta mantenha a cor original. Ou ignore o papel alumínio se não se importar com isso. Leve ao forno, bem quente, por cerca de 30min (ou) até que o bolo asse. A massa provavelmente vai transbordar, mas isso é melhor que deixar a laranja murcha, sem recheio. Depois de retiradas do forno, esperem que esfriem um pouco para retirar o excesso de bolo.

Agora é só usar uma caneta marcadora de CDs para desenhar as carinhas. Ou cavar cada careta com uma faca, como se faz com abóboras!

Pra mais receitas de Halloween é só procurar nossa tag #cozinhadebruxa nas redes sociais!

Salvar

Blood and Sand, e desde quando isso é um drink?

Blood and Sand significa Sangue e areia; isso mesmo, esse é o nome do drink. E eu achei links com origem então nem vai dar pra discutir… Mas ó, além de bonito é gostoso mesmo!
blood and sand

Com uma mistura de licor de cereja, suco de laranja, whiskey e vermouth o Blood and Sand parece ser conhecido como um drink com whiskey escocês pra quem não gosta de whiskey escocês, o que eu encaro como um bom jeito de começar a se habituar a essa bebida. Mas não foi assim que ouvi falar no drink pela primeira vez.

Absolut Blood and Sand é a versão com vodka no lugar do whiskey… E foi só depois de experimentar essa opção foi que descobri que vodka não era o ingrediente principal tradicional. Mas tudo bem, porque eu também não segui a receita muito a risca. O caso é que não tinha nenhum licor de cereja por aqui. Mas tinha cereja em calda. Que não tem nada a ver com o licor. Mas valia a tentativa…

Puristas me odeiem, mas eu achei o resultado bem bom! Diminui intensamente a quantidade da calda em comparação com o licor e o resultado foi um drink doce na medida, com uma cor linda e na medida de álcool certa pra mim: forte o bastante pra ser percebido, fraco o bastante pra tomar enquanto preparo o almoço.

Bônus: Algumas variações usam Vermute Rosado no lugar do Vermute doce. Também tem quem use laranjas sanguíneas (blood oranges) no lugar das laranjas comuns. E sim, já quero experimentar todas essas versões citadas.

PS: Pra quem tenha mais curiosidade, o drink é uma homenagem ao filme de Rodolfo Valentino (Sangue e Areia), que conta a história dum menino sem juízo que vira um toureiro famosão. Spoilers: o touro leva a melhor e eu fiquei feliz com isso…

Blood and Sand adaptado – original aqui

1 parte de vodka
1 parte de vermute doce
1 parte de suco de laranja
1/4 parte de calda de cereja

Bata todos os ingredientes em uma coqueteleira com gelo até ficar bem gelado. Transfira para uma taça de drink e enfeite com uma cereja em calda

——————————
Em 2015: Torta de Liquidificador

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Calda de caramelo de laranja, pra colocar em tudo!

Calda de caramelo de laranja é apenas uma versão de caramelo, e mesmo ela pode ser modificada a torto e a direito. E isso é ótimo!
caramelo de laranja

Essa receita veio do Joy the Baker, site que eu meio que confio pra caramba, então achei uma boa ideia testar logo de cara, sem muito estudo. Mas logo de cara também resolvi mudar a receita. A original é um burnt caramel, isso quer dizer caramelo queimado. Calma, não é pra realmente queimar o açúcar, mas é pra chegar bem perto. Isso resulta numa cor linda e um sabor bem rico.

Só que eu fiquei com medo desse sabor acabar escondendo o da laranja. Afinal, se você quer um caramelo de laranja então é pro sabor dela aparecer né? Não queimei tanto o açúcar e ficou muito bom. Mas se você é fã de caramelos bem escuros vá fundo, é só deixar mais tempo na panela antes de colocar as gorduras (manteiga e creme).

Eu na verdade queria mais gosto de laranja. Em futuros próximos meu plano é acrescentar raspas e laranja no final, junto da baunilha e passar o caramelo por uma peneira (de metal) na hora do envase. Se der certo eu conto aqui.

Além dessa ligeira modificação também troquei glucose por mel, como sempre faço, e o sabor dele não apareceu nada, então pode ir confiante. Pra quem detesta mel (vcs existem?) é a mesma quantidade de glucose de milho. E usei creme de leite de caixinha; como a ideia é usar como calda não tem problema, mas se quiser usar o fresco fique a vontade.

E por último, uma dica da própria autora da receita: se quiser fazer um caramelo salgado é só dobrar a quantidade de sal.

Calda de Caramelo de Laranja – original aqui

1/2 xícara de suco de laranja
1 1/2 xícara de açúcar cristal
2 colheres sopa de mel
2 colheres sopa de manteiga sem sal
1/2 xícara de creme de leite de caixinha
2 colheres chá de essência de baunilha
1/4 colher chá de sal

Em uma panela grande junte o açúcar, o suco e o mel e misture bem, em fogo alto, até o açúcar dissolver. Baixe o fogo para médio e deixe a calda se formar. Você pode deixar o açúcar dourar mais ou menos conforme seu gosto.
Desligue o fogo e junte a manteiga e o creme de leite. Ligue o fogo baixo e misture até ficar homogêneo novamente. Adicione a baunilha e o sal e misture bem. Transfira para um vidro, mas espere esfriar para tampar. Dura alguns dias no vidro tampado, e semanas se guardado na geladeira.

Salvar

Salvar

Salvar

Mojitos de Laranja, porque sim, nós amamos mojitos!

Mojitos de laranja! Sim, mais um sabor diferente para mojitos… Já deu pra perceber que esse é um dos drinks favoritos da casa?
mojitos de laranja

Esse é um mojito pouco mexido, por assim dizer, quando comparado com outras receitas que já apareceram por aqui, como os especiais de São Patrício. Mojitos de laranja são basicamente mojitos tradicionais feitos com laranja no lugar do limão. Fácil né?

O resultado acaba sendo mais suave na acidez mas ainda assim bem refrescante. A hortelã cuida disso e acaba combinando bem com a laranja. Aliás, fica a dica pra quem não bebe álcool mas por um acaso do destino chegou até aqui: suco de laranja com hortelã deve ficar uma delícia!! Experimentem. Vocês  que bebem drinks alcoólicos, experimentem também!

Mojitos de Laranja

1 dose de suco de laranja
2 doses de rum
cerca de 10 folhas de hortelã
2 colheres chá e açúcar*
gelo

*essa quantidade pode diminuir caso a sua laranja não seja ácida (como a laranja serra d’água por exemplo)

Em uma coqueteleira (ou jarro que tenha tampa) amasse o açúcar e as folhas de hortelã juntos até o açúcar ficar verde e as folhas todas quebradas. Junte o rum e o suco e bata bem com algumas pedras de gelo.
Sirva em 2 copos baixos, com mais pedras de gelo. Se quiser enfeite com folhinhas de hortelã e/ou fatias de laranja.

——————————
Em 2015: Taça floresta negra

Salvar

Salvar

Salvar

bolo de laranja de liquidificador, feito com a laranja inteira!

Bolo de laranja de liquidificador com a laranja inteira e eu prometo que não fica nem um pouco amargo!
bolo de laranja de liquidificador

Essa receita é conhecida como o bolo de laranja da minha mãe, mas por aqui vamos colocar como bolo de laranja de liquidificador pra ficar mais didático. Mas continua sendo a receita que a minha mãe faz desde sempre. E isso rola porque o bolo é ótimo!

Sabe aquele bolo fácil, simplérrimo, bom pra acompanhar o café? É esse! O método é o mesmo do bolo de cenoura: bate no liquidificador e depois mistura com a farinha e o fermento. E aqui eu confesso que só não bati tudo porque eu tenho medinho de bater fermento no liquidificador (já teve desastre por aqui). Nem precisei mudar nada na receita, só medi tudo com xícaras e colheres padrão pra deixar acessível pra todo mundo.
bolo de laranja de liquidificador

Só deixo uma dica: a laranja escolhida vai fazer toda a diferença! A melhor, e que a gente usa sempre pra essa receita, é a Laranja Pera. Mas qualquer laranja da casca fina vai servir. O complicado é querer usar uma laranja Bahia por exemplo; como ela tem a casca mais grossa o risco de o bolo ficar amargo surge. Agora, tem quem ame o gostinho amargo, daí ela é uma ótima ideia!

Bolo de laranja de liquidificador

1 laranja  de casca fina
1 xícara de açúcar
2 ovos
3/4 xícara de óleo
1 colher sopa de fermento em pó
2 xícaras de farinha de trigo

Lave bem a laranja e corte as pontas, sem atingir a parte da polpa. Corte a fruta em 4 partes e retire sementes e o miolo branco. Corte os 4 pedaços em cubos menores caso seu liquidificador não seja dos mais potentes.
Junte no liquidificador a laranja cortada, os ovo, o óleo e o açúcar, e bata até obter uma mistura homogênea.
Em uma tigela misture a farinha e o fermento e junte a mistura do liquidificador. Misture apenas até todos os ingredientes estarem incorporados na massa. Transfira para uma forma untada e leve ao forno, aquecido a 200°, até que doure.

Salvar

Salvar

Salvar

Pão doce de laranja, com fermentação natural

Pão doce simples, com fermentação natural, casquinha crocante de açúcar e um baita aroma de laranja!
pão doce de laranja partido e fatia

O pão caseiro virou rotina aqui em casa já tem uns meses. Desde que comecei a cultivar o levain duas vezes por semana sai pão do forno. Na maior parte das vezes é o pão salgado simples, as vezes temperado com cebola ou ervas, na maioria das vezes só com sal e azeite. Mas vez em quando é bom quebrar a rotina né?

Assim comecei a tentar transformar a minha receita básica num pão doce simples. Seguindo a lógica de poucos ingredientes e procedimento fácil mas com resultado mais leve do que o do pão salgado. E cheguei na receita de hoje. O açúcar é o suficiente pra deixar a massa levemente doce, mas nada parecido com uma sobremesa; esse ainda é um pão mais neutro. Já o ovo dá umidade para a massa, que fica parecendo mais com o pão doce do que com a baguete. E a laranja é porque eu amo aroma de laranja mesmo.
Dá pra trocar a laranja por limão ou tangerina? Dá. Dá pra trocar por algum outro aromatizante como sementes de erva doce? Dá e fica uma delícia. É só usar a base e saborizar como quiser!

Pão doce de laranja

1 xícara de fermento natural*
2 xícaras de farinha de trigo + para a segunda sova
1/4 xícara de água
1 ovo
1 xícara de açúcar
raspas de uma laranja
1 pitada de sal
leite e açúcar cristal pra finalizar

*dá pra trocar por 7g de fermento biológico seco, mas aí os tempos de crescimento mudam radicalmente, então é melhor definir tempos pela aparência da massa.

Misture metade do açúcar com o fermento, o ovo e a água. Adicione metade da farinha e só então acrescente o sal. Vá sovando a massa e acrescentando o restante da farinha, até ela estar macia e elástica. Deixe a massa descansar cerca de 6 horas, em uma vasilha tampada.
Abra a massa ligeiramente, com as mãos mesmo, e acrescente a outra metade do açúcar e as raspas. Sove a massa até que esteja macia e formando bolhas, provavelmente vai precisar de mais farinha para que a massa não fique muito mole*. Modele o pão e transfira para uma forma untada. Tampe, mesmo que na gambiarra, e deixe descansar mais umas 8h.
Deixe o forno aquecendo a 230° enquanto finaliza o pão: pincele com leite e polvilhe açúcar cristal. Asse até que doure. Deixe pra guardar só quando estiver completamente frio.

*Eu tenho uma certa dificuldade em fazer o pão com fermentação natural manter a forma; então eu sempre deixo a massa mais firme do que me pareceria o certo para que ela não desmonte.

——————————-
Em 2015: Limonada de festa

Salvar

Orange Blossom

Orange Blossom, ou suco de laranja batizado com Gin!

Segundo alguns sites estrangeiros, o Orange Blossom é um drink da época da proibição de bebidas alcoólicas nos states e surgiu da ideia de disfarçar as bebidas em sucos de frutas.

Tentando disfarçar ou não o álcool, por aqui somos fãs de misturar frutas com bebida, e já até fizemos um meio que irmão gêmeo do Orange Blossom: a Screwdriver, também conhecida como chave de fenda, que leva Vodka no lugar do Gim. Ambos tem cara de verão, mas os sabores são parecidos? Pra quem não tá acostumado pode até ser, mas pra quem conhece nem um pouco.

E tem receita universal? Não, não. As medidas abaixo são as que deram certo por aqui, mas dá pra variar conforme o gosto. Procurando internet a fora tem a mesma proporção de gin pra suco, o dobro de gin, o dobro de suco, e por aí vai. E tem drink com e sem xarope, mas isso depende muito mais da laranja. As daqui de casa estavam bem ácidas, e por isso o xarope. Vale espremer o suco e provar e aí então decidir usar ou não.

Orange Blossom

1/2 dose de xarope simples
1 1/2 dose de gim
2 doses de suco de laranja
gelo

Junte as bebidas em uma coqueteleira (ou pote com tampa) e complete com gelo. Bata até ficar gelado e sirva em seguida.

—————————
Em 2015: Biscoito de abóbora pro pet

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Bolo zebrado – drops

Sabe aqueles bolos listrados? Parecendo uma zebra? É facinho de fazer!
bolo zebradoEu achava que era bem complicado fazer esse tipo de bolo que já sai do forno todo decorado, mas a verdade é que é bem tranquilo. O truque é conseguir duas massas de consistências bem similares.

Você pode usar a mesma receita só colorida de duas cores diferentes, e aí é moleza porque é só dividir em duas e usar corantes alimentícios; ou também pode usar a mesma receita mas saborizada em duas diferente, por exemplo um bolo de baunilha saborizado com chocolate. Nesse caso é bom prestar atenção que acrescentando o chocolate em pó a consistência muda e aí tem que colocar mais líquido, e então a quantidade de massa no total aumenta. Tem que ter mais cuidado mas também é super possível de fazer.
A terceira alternativa é a que eu usei nesse das fotos: duas receitas diferentes com consistências similares. No caso eu usei 1/2 receita do bolo de chocolate dos deuses e 1 receita do bolo de laranja. Ambos são bem parecidos, tanto nos ingredientes quanto nas proporções.

Com as massas prontas aí é só ter paciência: coloque uma colherada de massa de chocolate no centro da forma toda. Logo em cima coloque uma colherada da massa de laranja, também ao longo de toda a forma. E vá repetindo, intercalando as massas, até usar tudo. Daí é só levar ao forno até dourar.
bolo zebrado———————————
Em 2015: canjica doce com amendoim

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Trilogia cerejística, ou drink cítrico com cereja

Que nome a gente dá pra um drink com cereja, laranja e vodka?

Depois de conversar com alguns conselheiros experts ( eu ainda não sei se posso revelar nomes ou não) o drink cítrico com cereja variou do trilogia brasileira a caipirinha cerejística. Fiquemos com o meio termo levemente descritivo, levemente brega e sem sentido algum, como um bom nome de drink deve ser!
Eu usei a calda de cereja com vodka que faço em casa mas, como lembrado na receita abaixo, vale qualquer líquido levemente doce com gosto de cereja. E isso inclui o marrasquino da cereja em calda da prateleira do supermercado.
O suco de laranja também pode ser o de caixinha mas, como aqui sempre preferimos o que for mais fresco, deixa eu te lembrar que é só um pouquinho de suco e dá pra espremer a laranja rapidinho.
E pra quem tá achando a combinação estranha… Fica uma delícia! A laranja deixa a bebida com cara de verão, e a cereja corta a acidez excessiva deixando tudo equilibrado.

Cherry Bomb – original aqui

2 doses de vodka
2 doses de cereja*
3 doses de suco de laranja
gelo
fatias de laranja pra enfeitar

*por cereja entenda licor, essência caseira (meu caso) ou o marrasquino onde a fruta fica conservada, sempre lembrando que é ele que vai adoçar o drink

Bata tudo na coqueteleira, ou num vidro fechado, até que fique gelado. Coe em duas taças cheias de gelo e enfeite com 1/4 de rodela de laranja.

Salvar

Drink amarelão sem nome

Drink com nome mais brega  de todos os tempos: calor tropical! Aceito sugestões para nomear a versão aqui do Cozinha… Sério gente, por favor mandem sugestões!

Eu queria fazer um drink pra aproveitar o sol do dia e o xarope de maracujá da geladeira e fui perguntar pro Tio Google. Dentre as milhares (literalmente) de opções apareceu esse “Tropical Heat”. Que tá mais pra fantasma já que no presente momentos eu não consigo de forma alguma achar o link original de onde anotei o drink.
Mas basicamente é xarope de maracujá, laranja, vodka e uma cereja, e também o abacaxi que eu ignorei. Acho que já vai mistura demais e sabores fortes só com a laranja e o maracujá. O resultado fica beeem docinho e suave, é daqueles drinks pra ir bebendo sem nem ver.
A cereja que usei é uma cereja em calda que faço em casa mesmo, mas vale usar a conservada no marrasquino ou mesmo a fresca. O xarope, eu espero que vocês já saibam, tem a receita aqui.

Drink amarelão sem nome

2 doses de vodka
2 doses de xarope de maracujá
suco de 1 laranja
gelo
2 cerejas em calda ou frescas pra guarnecer

Bate tudo na coqueteleira e coa em duas taças rasas. Ooou chacoalha tudo no recipiente que você tiver e coa em duas taças no formato que você tiver. Coloque uma cereja em cada taça.

————————–
Em 2015: Figos grelhados

Salvar