Bolo Monstro – #cozinhadebruxa

Bolo monstro, no sentido de monstrinho mesmo e não de fortão, com direito a 3 olhos, chifrinhos e pelos roxos! Tá bom pra celebrar esse Halloween?
bolo monstro (roxo com chifres prateados)

Esse bolão tem um recheio que parece diferentão mas conta com sabores bem tradicionais: massa de baunilha + recheio de brigadeiro. É pra agradar todo mundo né? A cor roxa da massa e esse cinza escurão do recheio ficam por conta de corantes mesmo. Sim, no Halloween a gente usa bastante corante nessa cozinha. Um dia a gente conversa sobre corantes naturais, por hora fica só a diversão do bolo monstro bem colorido mesmo.

E falando em colorir o bolo, falemos sobre corantes. Tem do tipo líquido, em pó, em gel, próprios pra chocolate ou não… O ideal pra fazer o bolo e o recheio é o corante líquido, que vai diluir melhor na massa; já para a ganache, o ideal é o corante próprio para chocolate. Mas em todos os casos eu usei o próprio para chocolate e acabou que deu tudo certo. Só não tenta usar líquido para a ganache porque ele realmente altera a textura e fica horrível pra trabalhar.

Corantes prontos, vamos as receitas! A massa veio do Food52, site que confio pra caramba, e apenas reduzi um pouco pro tamanho de bolo que eu queria. É uma massa fácil de fazer e, o melhor, sem manteiga! Eu tava atrás de uma massa de bolo que pudesse não levar lactose e servisse pra confeitar. Essa tem leite, mas ele pode ser substituído por leite de coco (sem separar a gordura).

Se quiser usar algum outro leite vegetal, com menos gordura, aumente 1-2 colheres a quantidade de óleo.
bolo monstro

Já o recheio e a cobertura são velhos conhecidos da casa: ganache básica de chocolate branco e brigadeiro versão festa. Esse último foi adaptado do bolo de aniversário desse ano e gostei mais da versão Halloween dele. O chocolate em barra no lugar do combo “chocolate em pó + creme de leite” fez toda a diferença. Mas se não tiver chocolate meio amargo em casa, vale dar uma conferida no link pra ver a versão aniversário!

Ainda no recheio, sobrou uma tigelinha inteira. Mas né? Você pode fazer meia receita e sobrar meia lata de leite condensado. Ou você pode fazer aranhas de brigadeiro pra completar a festa!

Mais detalhes da receita desse bolo monstro? Tem sim. O creme de leite foi coado antes de ser usado na ganache. Montei uma gambiarra com vasilha + peneira + pano limpo na peneira; e então deixei o creme (já sem o soro) coando, na geladeira, por 6h. Não precisa fazer isso, as proporções da receita baixo são as tradicionais para o creme sem soro e só. Mas queria testar se dava alguma diferença. Achei que a ganache montou mais rápido, mas só isso.

Ah sim, os biscoitos que usei pra fazer os olhos! Eles foram feitos com o que sobrou da massa desse biscoito teia de aranha. Ufa, acho que é isso… Bora pra receita!

Bolo Monstro – me inspirei nesse aqui

Bolo – original aqui

2 gemas
4 colheres sopa de óleo
2/3 xícara de leite
1 colher chá de baunilha
corante roxo
1 1/2 xícaras de farinha de trigo
1 xícara de açúcar
2 colheres chá de fermento em pó
1 pitada de sal
2 claras

Comece preparando as formas. São duas formar de 13cm, de preferência com fundo removível. Unte o fundo das formas com manteiga e forre com papel manteiga. Então unte o papel e as laterais com manteiga e enfarinhe. Parece muito mas isso vai garantir o bolo não esfarelar na hora de desenformar.

Em uma vasilha peneire a farinha, o sal, fermento e 2/3 xícara do açúcar. Reserve.
Em outra vasilha bata as gemas com o óleo, o leite, a baunilha e o corante. Quando conseguir uma mistura homogênea comece a adicionar os ingredientes secos, aos poucos. Bata apenas o suficiente pra tudo ficar homogêneo. Se a massa estiver muito clara é hora de adicionar mais corante.

Bata as claras em neve, adicionando o açúcar uma colherada de cada vez. Quando conseguir um merengue brilhante e liso pode parar de bater. Então misture esse merengue na massa do bolo, um terço de cada vez. Misture delicadamente até não ter mais pontos brancos na massa. Divida entre as duas formas, deixando uma forma um pouquinho mais cheia que a outra; coisa de um dedo só de diferença. (isso vai ajudar na hora de fazer o topo do bolo monstro)

Leve ao forno, aquecido a 200C, até que os bolos assem completamente. Não precisa deixar dourar. Espere esfriar completamente antes de desenformar.

Recheio – original aqui

1 lata de leite condensado
1 pitada de sal
25g de manteiga
100g de chocolate meio amargo
corante preto

Misture todos os ingredientes e cozinhe em fogo médio até soltar do fundo da panela. Transfira para um prato, cubra com filme plástico e deixe esfriar, fora da geladeira!

Cobertura

500g de chocolate branco
3/4x creme de leite coado*
corante roxo

*ver texto acima

Derreta o chocolate e misture o corante e o creme de leite até obter uma mistura homogênea. Cubra com filme plástico e deixe descansando por pelo menos 8h, fora da geladeira!

Montagem

Calda simples de açúcar
saco de confeiteiro com bico simples
2 casquinhas de sorvete
corante prata
biscoito de chocolate – redondo
chocolate branco
confeito redondinho

Corte os topos do bolo; reserve o topo mais alto e molhe com a calda. Monte seguindo a ordem: bolo – calda – brigadeiro – bolo – calda – brigadeiro – topo mais alto. Com uma espátula (ou régua de plástico) acerte o bolo retirando qualquer excesso de recheio. Cubra com parte da ganache roxa, fazendo uma camada bem fina. Vale cobrir bem e retirar o excesso com a espátula. Essa camada é só pra selar o bolo. Leve para a geladeira por pelo menos 2h.

Enquanto isso faça os enfeites: corte a ponta das casquinhas de sorvete e pinte com o corante prata. Se for em pó, é só diluir em alguma bebida clara, como vodka ou pinga. Espere secar bem antes de usar. Para os olhos cubra 3 biscoitos com chocolate branco e finalize com um confeito redondinho. Deixe secar bem também.

Aqueça um pouco a ganache, pra ficar mais maleável, e transfira para o saco de confeiteiro. Coloque os chifres prateados no topo do bolo monstro, tomando cuidado pra que fiquem do mesmo tamanho. E agora é a parte mais difícil e mais divertida: faça os pelos do monstro! Comece com tiras mais espaçadas e depois vá preenchendo os espaços vazios. As vezes é mais fácil fazer de baixo pra cima, as vezes de cima pra baixo. Veja o que funciona pra você. E não precisa ficar perfeito! O monstro pode estar de cabelo bagunçado, certo?

Antes de finalizar tudo cole os olhos no lugar. A própria ganache serve de cola. E então faça mais pelos ao redor deles pra não ficarem destacados. Volte o bolo para a geladeira por mais umas 2h para que tudo fique firme no lugar, e pronto!

————————
Em 2014: Bolo de queijo

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Bolo na laranja monstro – #cozinhadebruxa

Bolo na laranja, mas em formato de monstrinho! Essa receita é das mais fáceis e adaptáveis, e dá um resultado lindo pras festas de outubro. Agora é só escolher o sabor!
bolo na laranja monstro

Isso porque pra essa brincadeira qualquer bolo serve, desde que o sabor combine com laranja. É que por ser assado dentro da fruta o bolo acaba beeem aromatizado. Chocolate? Ótimo! Coco? Maravilha! Baunilha? Esse vai bem com tudo! Escolhido o sabor, prefira uma receita que não cresça muito. Sabe aquele bolo que você acha que vai virar um bolão mas decepciona? Esse é o certo pra essa experiência! É que fica legal o bolo levantando a tampa do monstro, mas se crescer demais acaba desperdiçando massa…

Desperdiçando mesmo não porque a gente come o que sobrar né… Mas deu pra entender, certo?

Se o bolo escolhido não tiver a cor mais monstruosa do mundo é só usar o corante. Eu sempre recomendo gel ou em pó pra não alterar muito a textura, mas não é uma exigência muito forte. Tô falando que essa receita de bolo na laranja é adaptável…

Últimas dicas? Eu prefiro a laranja Bahia por conta da cor da casca (parece uma abóbora né?) e pelo formato dela. Quando murcha no forno ela fica parecendo ainda mais a cabeça de um monstrinho… Mas no fundo, no fundo, qualquer uma serve! E lembra e encaixar bem a tampa de cada laranja que é pra ninguém perder parte da cabeça no processo!

Bolo na laranja monstro

1 receita do seu bolo favorito
corante – opcional
laranjas
papel alumínio
caneta e/ou faca

Com a faca corte a laranja cuidando para cortar no topo, e não no meio. E com uma colher cave a polpa da fruta até deixar só a casca. Faça isso delicadamente para não romper a casca, e lembre que quanto mais casca você conseguir deixar mais firme seu monstrinho fica… E mais forte o sabor de laranja também!

Se quiser tingir o bolo de uma cor específica adicione o corante na massa já pronta e misture rapidamente. Preencha cada laranja até cerca de 3/4 da parte maior. Tampe cada uma, tomando cuidado pra tampa encaixar direitinho. E enrole todas em papel alumínio se quiser que a fruta mantenha a cor original. Ou ignore o papel alumínio se não se importar com isso. Leve ao forno, bem quente, por cerca de 30min (ou) até que o bolo asse. A massa provavelmente vai transbordar, mas isso é melhor que deixar a laranja murcha, sem recheio. Depois de retiradas do forno, esperem que esfriem um pouco para retirar o excesso de bolo.

Agora é só usar uma caneta marcadora de CDs para desenhar as carinhas. Ou cavar cada careta com uma faca, como se faz com abóboras!

Pra mais receitas de Halloween é só procurar nossa tag #cozinhadebruxa nas redes sociais!

Salvar

Bolo de chocolate com cobertura, aka poke cake

Bolo de chocolate com cobertura, servido na travessa que é pra facilitar a vida. E ainda tem truque fácil pra multiplicar a deliciosidade!
bolo de chocolate com cobertura

Já ouviu falar em poke cake? É um tipo de bolo comum nos States da vida, e em outros países de língua inglesa. A grande diferença? Você fura o bolo, já assado, antes de colocar a cobertura! Daí que vem o nome poke cake: poke quer dizer cutucar, e é exatamente isso que você faz pra furar o bolo. A ideia é fazer furos bem grandes, como com o cabo de uma colher de pau, para que fiquem preenchidos com a cobertura. Entendeu a delícia? E dá pra fazer com várias combinações de sabores.

Inclusive, aqui já apareceu um bolo de cenoura com falso pudim de chocolate que é um poke cake!

Hoje a combinação é a mais simples de todas: chocolate com chocolate. Pro bolo escolhi a receia base da casa: o bolo de chocolate da minha mãe. A única diferença é que usei leite no lugar da água quente. Isso dá um pouco mais de sustância pro bolo. E a cobertura foi inspirada no recheio da torta de leite. Amei a textura daquele creme! Então só adaptei a receita pro sabor chocolate. Fica a dica caso você queira uma torta de chocolate.
bolo de chocolate com cobertura

Bolo de chocolate com cobertura

Bolo
1 xícara de açúcar
1 xícara de chocolate em pó
2 xícaras de farinha de trigo
1/2 colher sopa de fermento em pó
2 ovos
1/4 xícara de óleo
1 xícara de leite

Misture todos os ingredientes secos. Adicione os ovos e o óleo e misture até ficar parecendo uma farofa. Então junte o leite e misture até a massa ficar homogênea. Transfira para um refratário untado e leve ao forno, a 200C, até que asse completamente.

Cobertura
2 xícaras de leite
25g de manteiga sem sal
1 1/2 colher sopa de amido de milho
1/2 xícara de açúcar
2 ovos
4 colheres sopa de chocolate em pó

Misture todos os ingredientes e leve ao fogo médio até engrossar.

Montagem
Com o cabo de uma colher de pau (ou algo semelhante) faça furos em toda a superfície do bolo. Cubra com o creme ainda quente, espalhando bem pra cobrir todo o bolo. Se quiser pode cobrir tudo com granulado ou seu confeito favorito.

—————————–

Em 2014: Bolo Mármore

Bolo de rocambole, aka baunilha e doce de leite

Bolo de rocambole é um bolo montado normalzinho (bolo, recheio bolo) mas seguindo os sabores do tradicional rocambole mineiro: massa de baunilha e recheio de doce de leite. E ainda tem cobertura de chocolate pra finalizar!
bolo de rocambole

Esse foi o bolo de aniversário da cozinheira mor da casa (oi mãe!) e, creio eu, foi escolhido pra aplacar vontade de comer rocambole… Embora o nome sirva pra qualquer bolo assado baixo e enrolado sobre um recheio, por aqui rocambole quer dizer uma receita bem específica: pão de ló simples, enrolado com doce de leite. E pronto. No máximo um doce de leite por cima pra dar uma cobertura. E foi quase isso que eu fiz, só que sem enrolar, então bolo de rocambole!

O bolo não é um pão de ló de verdade porque leva mais do que farinha, açúcar e ovo. Mas chega bem perto, e é uma ótima opção de bolo básico e leve pra combinar com qualquer recheio! A receita abaixo é o suficiente pra 2 formas de 20cm de diâmetro. A que eu tenho é de 21,5 e deu tudo certo. Ficou um pouco mais baixo do que eu gostaria? Ficou, mas não o suficiente pra atrapalhar o equilíbrio do bolo, nem sua beleza. Só não aconselho a assar tudo em uma só e partir o bolo depois. Essa massa tende a esfarelar bem antes de molhada, então é melhor fazer meia receita assar e depois repetir.

O recheio foi a velha (e boa) mistura de doce de leite com creme de leite sem soro, apenas pra tirar o excesso de doçura. Nunca o suficiente pra deixar o doce mole demais. Outra dica? Se o bolo for ficar exposto na mesa da festa acrescente gelatina em pó no recheio. Acho que uma colher de chá pra essa quantidade deve ser o suficiente. Hidrate conforme a embalagem e vá adicionando o creme de leite aos pouquinhos, só depois junto no doce de leite. O recheio vai ficar um pouco menos cremoso do que o original, mas o seu bolo vai durar mais fora da geladeira sem risco de afundar com o calor.

Por último a cobertura que forma uma das minhas combinações favoritas: chocolate e doce de leite. A ganache aqui foi de chocolate ao leite, mas pode ser de qualquer tipo. Se for usar chocolate branco mantenha as proporções abaixo, se for usar chocolate meio amargo precisa de mais creme. Normalmente a proporção 2:1 funciona, isso quer dizer 300g de chocolate pra 150g de creme.

Também acho sempre bom lembrar dois detalhes: não deixe a ganache na geladeira pra agilizar o processo, fica um saco alisar o bolo depois. E vale sim usar creme fresco, caso você tenha por aí, vai ficar um pouco mais cremoso, mas nada absurdamente diferente.
bolo de rocambole

Bolo de rocambole

Bolo – original aqui

6 ovos – clara e gema separadas
1 pitada de sal
1 xícara de açúcar refinado
1 colher chá de baunilha
1 1/2 xícara de farinha de trigo
1 colher chá de fermento em pó

Comece preparando duas formas redondas, com cerca de 20cm de diâmetro: unte as formas, forre com papel manteiga e então unte o papel manteiga.
Bata as claras em neve junto do sal e reserve.
Em outra vasilha bata as gemas com o açúcar e a baunilha até obter um creme bem fofo e claro. Peneire por cima dessa mistura a farinha e o fermento e bata apenas até incorporar. Adicione as claras em neve aos poucos, misturando delicadamente a cada adição. Quando a mistura estiver homogênea divida entre as duas formas e asse em forno já aquecido a 200C. Não precisa esperar dourar, apenas assar completamente. E espere esfriar totalmente antes de desenformar.

*Se tiver apenas uma forma faça metade da massa, asse, espere, desenforme e então faça a outra metade.

Recheio

800g de doce de leite
4 colheres sopa de creme de leite sem soro

Misture os dois e reserve. Se quiser salve 1/2 xícara para enfeitar o bolo depois.

Cobertura

300g de chocolate ao leite
100g de creme de leite sem soro

Derreta o chocolate em banho-maria. Retire do calor, acrescente o creme de leite e misture até conseguir uma mistura homogênea. Guarde em um recipiente com tampa até que firme. Não precisa gelar.

Montagem

1 xícara de água
1 xícara de açúcar

Leve água e açúcar ao fogo apenas até ferver. Deixe esfriar antes.

Se os bolos estiverem muito desnivelados acerte-os deixando os topos mais retos. Molhe bem os bolos com o xarope. Vale molhar o topo, virar o bolo de cabeça pra baixo e molhar o outro lado também. Transfira um bolo para o prato/prancha/base que for usar mantendo o topo pra cima. Cubra com o recheio, deixando o doce de leite o mais nivelado possível e sem deixar transbordar por cima do bolo.

Cubra com o segundo bolo, deixando o topo pra baixo, assim a parte mais reta (fundo) fica pra cima. Aperte ligeiramente, apenas pra assentar tudo, e cubra com papel manteiga (ou acetato) untado. Esse papel eu untei com óleo mesmo, e usei uma fita crepe pra segurar o papel no lugar. Isso vai impedir que o doce escape entre as camadas e seu bolo de rocambole desmorone. Leve para a geladeira por pelo 2 horas, ou de uma dia pro outro.

Misture bem a cobertura e cubra o bolo com ela. Eu gosto de usar uma espátula para espalhar e uma  régua de plástico (exclusiva da cozinha) pra deixar as laterais o mais lisinhas que consigo. Enfeite como preferir e volte pra geladeira bem rapidinho. A ganache vai endurecer e segurar o doce de leite no lugar. Pra quem prefere uma cobertura bem macia, retire o bolo da geladeira 30min antes de servir.
bolo de rocambole

—————————–

Em 2014: Curau de milho

Bolo temperado de rum, e tchau inverno!

Bolo temperado de rum que também pode ser apenas bolo temperado ou só bolo de rum com canela… Ou a variação que você quiser!
bolo temperado de rum

É verdade que o rum faz diferença no sabor? É. É verdade que o álcool evapora no forno e só sobra o sabor da bebida? É. Mas se você não gosta de bebida de jeito nenhum, ou não tá afim de comprar uma garrafa só pra fazer esse bolo, tem solução! Dá pra fazer um bolo só temperado e ignorar a parte do goró na massa. Não vai ficar a mesma coisa mas continuar gostoso. Também dá pra alterar a bebida. Não tem rum vai o que tiver no bar. De novo: o bolo vai sair diferente? Vai, mas vai continuar gostoso e você terá sua versão exclusiva.

E falando em versão exclusiva, o mesmo vale pros temperos! O original é um all spice cake, o que quer dizer não só um punhado de especiarias, como uma que é feita de vários temperos juntos. Não tenho all spice, mas sei do que é feito e dei uma adaptada pra ficar parecido. Quem não tem cravo ou gengibre em pó, pode ferver um pedacinho de cada um no leite e deixar esfriar antes de usar. Não tem ideia de onde arranjar páprica doce? Ignora ela! Seu bolo vai continuar fofinho e perfumado.

O mesmo vale pra quem não é fã de canela. Melhor bolo temperado de rum sem a canela que você sem bolo né?
bolo temperado de rum

Tirando todas essas modificações possíveis, a receita parece enorme mas é bem simples. E o resultado é um bolão! Pra quem tiver na dúvida do tamanho da forma, essa massa cabe com folga em uma forma de 12 xícaras, e é a conta pra uma forma de 10 xícaras. Maior ou menor que isso pode não dar um resultado tão bom.

E pra terminar esse post enorme com duas dicas que são sempre boas de relembrar. Se sua forma de fundo falso não veda muito bem é só forrar por fora com papel alumínio. Tomando cuidado pra não ficar nenhum espaço descoberto, vai ficar tudo bem. E pra quem não tiver memória igual eu, ou resolveu fazer o bolo e só tem manteiga gelada: use o ralador! Rale a manteiga no ralo grosso e bata ela sozinha um pouco antes de acrescentar o açúcar.

Bolo temperado de rum – original aqui

2 1/3 xícaras de farinha de trigo
1 1/4 colher chá de fermento em pó
1 colher chá de bicarbonato de sódio
1 colher chá de sal
1 1/2 colher chá de canela
1 colher chá de gengibre em pó
1/2 colher chá de cravo em pó
1/4 colher chá de noz moscada
1/4 colher chá de páprica doce
100g de manteiga pommade
1 xícara de açúcar mascavo
1/2 xícara de açúcar cristal
2 ovos
2 colheres chá de baunilha
1 1/4 xícara de leite
1 1/2 colher chá de limão – ou vinagre
2 colheres sopa de rum

Misture o leite com o limão e deixe descansando por pelo menos 20min.
Misture todos os ingredientes secos, exceto os açúcares, e reserve.
Bata a manteiga com os açúcares até conseguir um creme fofo. Ainda batendo vá adicionando a mistura seca e o leite azedo, alternando um pouco de cada um de cada vez. Quando tudo estiver misturado e homogêneo, acrescente o rum.
Asse em forno aquecido a 200 e em um forma untada e enfarinhada. Espere esfriar antes de desenformar.
bolo temperado de rum

—————————–
Em 2014: Doce de laranja

Torta de pão com chocolate – ou quase isso

Torta de pão com chocolate, que também podia se chamar pudim de pão ou rabanada de forno… Mas que, independente do nome, é um jeito delicioso de aproveitar pão velho!
torta de pão com chocolate

Explico o nome torta: manter a coerência por aqui. O nome original em inglês seria pudim de pão com chocolate, porque por lá o pão embebido em leite e ovo é chamado de pudding. Só que pudding não tem nada a ver com o nosso pudim.

Fala sério, se eu falar pudim de pão você provavelmente vai imaginar esse pudim

E por aqui já apareceu uma tal torta rabanada, que é basicamente a receita de hoje sem chocolate, com canela e em tamanho maior. Tá, é uma receita bem diferente, mas eu diria que irmã da de hoje. Então temos Torta de pão com chocolate; parece a parte macia da rabanada só que sabor chocolate! É uma delícia quentinha ou gelada, e se tornou um dos meus jeitos favoritos de aproveitar aquele pão dormido…

E falando no pão, eu fiz com pão de sal que é o mais comum. Fica gostoso. Mas imagino que com um pão sem casca fique melhor, e mais bonito. Se tiver pão de forma ou aquele pão tipo brioche (parece pão caseiro) sobrando, prefira eles!
torta de pão com chocolate

Torta de pão com chocolate – original aqui

3 xícaras de pão picado*
1/4 xícara de açúcar
1/2 xícara de chocolate em pó
1 1/2 xícara de leite
3 ovos
gotas de chocolate branco – opcional

*mais detalhes sobre o pão no texto acima;

Pique o pão em cubinhos e coloque em uma assadeira untada. Em uma panela junte o açúcar, o chocolate e o leite e esquente até dissolver tudo. Em uma tigela bata os ovos, e ainda batendo junte a mistura de chocolate. Cuidado pra não cozinhar os ovos.

Verta essa mistura sobre o pão picado e deixe descansar 15min para o pão absorver bem. Passado esse tempo espalhe algumas gotas de chocolate (qualquer um na verdade) sobre o pão e leve ao forno, aquecido a 200C, por 40min. Depois de assado, espere mais 10min antes de servir, pra tudo assentar.

Mocha Brownie, ou brownie com muito café!

Mocha brownie, ou brownie feito com muuito café! Ele é docinho, com bastante chocolate, mas com o gosto do café sempre presente.
mocha brownie

Mocha é, na verdade, um tipo de grão de café com sabor achocolatado. Ele recebe esse nome por conta da região de onde é exportado. Em alguns locais Mocha pode ser tanto café feito com esse grão, quanto café feito com chocolate. Mas também pode ser um tipo de bebida, que mistura café, leite e chocolate em pó, ou calda de chocolate ou ele puro mesmo. Essa bebida também pode levar o nome de Mochaccino; e sua diferença para o cappuccino é que o primeiro leva  creme batido no lugar da espuma de leite do segundo.

E o que tudo isso tem a ver com esses brownies? É que em inglês acabou-se criando um neologismo para quando uma receita mistura chocolate e café: mocha! Assim um bolo de chocolate com café pode ser chamado de mocha cake (que nome horrendo). E o brownie com café na massa, e no glacê, acaba virando mocha brownie. Pra variar eu tive uma grande dificuldade em traduzir tudo isso num nome, então preferi manter o original e contar a historinha toda.
mocha brownie

Agora a receita! Não mudei quase nada…

+  Pra variar, o cacau virou chocolate 50%, mas tem as duas opções na receita abaixo pra todo mundo poder fazer.
+ O café pode ser espresso ou coado, mas só use o coado se for bem forte. Senão o sabor não aparece.
+ O açúcar mascavo pode ser trocado pelo branco; mas evite fazer isso. Se vai trocar porque não tem em casa, ok. Mas se vai trocar porque não gosta do sabor do mascavo, esqueça. O sabor dele não aparece na receita e ele contribui pra umidade do brownie.
+ Aliás, falando em umidade. A textura é bem úmida e densa. Quem prefere um brownie mais sequinho, tipo bolo, pode deixar mais uns 5min no forno.
+ E não pule o glacê! Ele é mega simples e faz a diferença!

Mocha Brownie – original aqui

1/4 xícara de açúcar branco *
1/4 xícara de açúcar mascavo
40g de manteiga sem sal
2 colheres sopa de café forte – ou espresso
1/2 xícara de chocolate em pó 50% *
1 colher chá de café instantâneo
2 ovos
1/2 colher chá de baunilha
1/2 xícara de farinha de trigo

*se for usar cacau troque para: 4 colheres sopa de cacau e 1/2 xícara de açúcar branco (cristal ou refinado, tanto faz)

Leve a manteiga e os açúcares ao fogo médio até começar a borbulhar. Vai separar e ficar muito feio, parecendo que deu errado, mas vai dar certo no final. Mexa um pouco pra esfriar e junte os cafés e a baunilha, misturando bem. Junte os ovos, um a um, e o chocolate e misture bem, novamente. Por fim acrescente a farinha e misture apenas até incorporar. Transfira para uma forma de 11x11cm, untada, e leve ao forno aquecido a 200C por 30min. Tire da forma e deixe esfriar um pouco.

Se não tiver uma forma tão pequena veja no vídeo como eu fiz pra resolver isso.

Glacê de café

1/2 xícara de açúcar de confeiteiro
cerca de 1 colher sopa de café

Misture os dois até obter uma consistência que te agrade e cubra o brownie. Complete com alguns granulados.

——————————
Em 2014: Abobrinha Recheada

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Pão de Ló de chocolate, pra anotar no caderninho!

Pão de ló de chocolate é daquelas receitas basiconas e mega versáteis que é sempre bom ter na manga.
pão de ló de chocolate

É a mesma receita de pão de ló normal (ovos, farinha e açúcar) só que com cacau adicionado. E aí começar a maior mudança que eu fiz na receita original: eu usei chocolate em pó no lugar do cacau. E aproveito pra explicar um pouco melhor essas diferenças.

Cacau em pó é cacau puro, alcalinizado ou não. Mas ainda assim é cacau sem nada adicionado. Chocolate em pó pode variar um pouco mais. Existem chocolates em pó que levam leite em pó na mistura e chocolates que são apenas cacau e açúcar. Independente do que vai junto do cacau, a porcentagem inscrita na embalagem vai ser a quantidade de cacau da mistura.

Achocolatados como Nescau e Toddy são outra coisa, e tem uma lista de ingredientes enorme. Evite se puder.
Pão de ló de chocolate

O chocolate que eu uso é o chocolate em pó 50% da Melken, que leva apenas cacau e açúcar na mistura. Isso quer dizer que quando eu pego uma xícara desse chocolate eu tô, na verdade, pegando meia xícara de cacau em pó e meia xícara de açúcar; já misturados. Eu uso esse chocolate porque aqui na cidade as embalagens de cacau puro são de apenas 200g, e esse eu compro o pacote de 1kg. Muito mais prático (e barato) e sem comprometer a qualidade das receitas. Só que aí preciso fazer equivalências em receitas que pedem apenas cacau. Eu considero o açúcar que vem misturado no chocolate e reduzo essa medida da quantidade pedida de açúcar.

Na receita abaixo dá pra ver que coloquei as medidas do chocolate 50% (4 colheres = 2 colheres de açúcar + 2 colheres de cacau), e uma nota com as medidas pra quem for usar cacau puro.

Além dessa mudança a única outra foi passar as medidas para xícaras e colheres, pra facilitar pra todo mundo. E não precisou mais nada. O resultado foi esse pão de ló de chocolate alto, e extremamente leve! E isso é ótimo pra quem quer confeitar bolos, já que ele não vai pesar em cima do recheio.

E se quiser fazer bolos maiores no AsEasyAsApplePie tem as proporções pra cada tamanho de forma; daí é só calcular a quantidade dos demais ingredientes baseado no número de ovos:

15cm – 3 ovos
22cm – 5 ovos
24cm – 6 ovos
26cm – 7 ovos

Pão de Ló de chocolate  – original aqui

3 ovos
1/2 xícara de açúcar refinado*
1/2 xícara + 1 colher chá de farinha de trigo
4 colheres sopa de chocolate em pó 50%*

*Se for usar cacau em pó puro mude para 3/4 xícara de açúcar e 2 colheres sopa de cacau

Bata os ovos com o açúcar até formar um creme mais firme, quase como claras em neve. Peneire o chocolate sobre os ovos e misture delicadamente, com um fouet ou uma espátula, até ele ser todo incorporado. Repita o procedimento com a farinha. Transfira para uma forma de 15cm, untada, e não nivele a massa, nem bata a forma. Leve ao forno aquecido a 200° por cerca de 30min, até assar completamente. Desligue o forno e espere 10min. Só então tire o bolo do forno e deixe esfriar antes de desenformar.

Sabia que pão de ló vira biscoito champanhe? Aqui tem tudo explicado!

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Bolo prestígio invertido, e 3 anos de Cozinha

Bolo prestígio invertido com bolo e cobertura de coco e recheio de brigadeiro! Tudo isso pra comemorar os 3 anos do Cozinha!!! Aêêêê!!
bolo prestígio invertido

Sério, 3 anos dia 20 de junho. Tudo começou com um bolo de chocolate com café (ai que vergonha desse link). E pra homenagear, o primeiro ano foi comemorado com esse mesmo bolo em vários andares recheados com doce de leite. Ano seguinte? Mudança total num bolo de baunilha e meu primeiro creme de manteiga que ficou gostoso. Continuando com as mudanças esse ano resolvi brincar com um dos meus bolos favoritos e pronto: bolo prestígio invertido!

A massa do bolo é a mesma desse aqui. Receita que já conheço e sei que dá certo, e ainda assim pisei na bola na hora de fazer. É que precisa bater a manteiga e o açúcar até formar um creme fofo. Mas é creme fofo mesmo. Se ficar preguiça igual eu o bolo fica quebradiço igual o meu. Daí é aquela luta na hora de confeitar. Então dispensa o fouet que eu usei e bota a batedeira pra funcionar!
bolo prestígio invertido

O recheio é o brigadeiro, favorito da vida, mas com um toque de creme de leite. Assim corta um pouco a doçura e ainda deixa o recheio mais leve. Mas nada de acrescentar o creme cru no final, hein. Cozinhando o creme junto do brigadeiro ele fica mais firme e muito mais saboroso. Pode ser o creme de caixinha mesmo, ou o de lata com o soro misturado nele.

A cobertura foi um improviso. Queria uma cobertura clara, então chocolate branco, e tinha sobrado leite de coco da massa do bolo. Pronto, né? A textura fica completamente diferente antes de secar, mas no final dá tudo certo. E o leite de coco corta a doçura excessiva do chocolate branco, contribuindo mais ainda para um bolo equilibrado.

E ainda tem uma dica: vai guardar o bolo na geladeira? Cobre ele! O coco resseca muito fácil e não queremos isso. Na falta de uma tampa bonitona até lata de biscoito vale. Agora vai lá me ver confeitando meu primeiro bolo diante de câmeras. A mão até tremia pra não errar muito…rs

Bolo Prestígio Invertido

Bolo:
75g de manteiga
3/4 xícara de açúcar refinado
2 ovos
3/4 xícara de farinha de trigo
1/2 xícara de coco ralado
1/4 colher chá de sal
1 1/4 colher chá de fermento em pó
1/2 xícara de leite de coco

Bata a manteiga e o açúcar até formar um creme fofo*. Batendo a cada adição acrescente os ovos, o coco, o sal e o fermento, o leite de coco e por fim a farinha. Divida a massa em 3 formas de +-13c. Leve ao forno aquecido a 200° até que assem por completo. Não precisa dourar a massa. Deixe esfriar antes de montar.

*O creme fofo faz mesmo a diferença. Eu fiquei com preguiça e o resultado foi uma massa quebradiça.

Brigadeiro:
1 lata de leite condensado
1/2 xícara de creme de leite
1 pitada de sal
25g de manteiga
4 colheres sopa chocolate em pó

Leve todos os ingredientes ao fogo médio e mexa até atingir ponto de brigadeiro. Transfira para uma vasilha e cubra com filme plástico até esfriar. Não precisa gelar.

Cobertura:
200g de chocolate branco
50ml de leite de coco
coco ralado

Derreta o chocolate e misture com o leite de coco até ficar homogêneo. Guarde o coco para enfeitar.

Montagem:
Faça uma calda simples com 1/2 xícara de água e 1/2 xícara de açúcar, levando ao fogo apenas até o açúcar derreter. Deixe esfriar antes de usar.

Monte na ordem: um bolo, calda simples, metade do brigadeiro; outro bolo, mais calda, outra metade do brigadeiro; último bolo. Eu gosto de colocar os dois último de cabeça pra baixo pra ficar mais reto. Você pode voltar o bolo montado para a forma usada para assar, ou enrolar em um pedaço de acetato, como eu fiz. Leve ao congelador por 20min, ou para a geladeira por 1h.

Acerte o bolo pra deixa-lo mais retinho, e cubra com a ganache de coco. Reserve uma pequena parte (menos de 1/3) da ganache para acertos finais. Volte o bolo para o congelador por mais 20min. Depois acerte com o restante da ganache para deixa-lo o mais liso que conseguir e cubra com o coco ralado.

Experimentou essa receita? Não esquece de postar uma foto e marcar a gente  (#cozinharoman) pra eu poder ver o SEU bolo prestígio invertido!

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Bolo de banana, chocolate e nozes

Bolo de banana, chocolate e nozes, essa é daquelas combinações que são a cara do inverno!
bolo de banana, chocolate e nozes

Eu adoro um bolo de banana, seja com ela por cima, fatiada e caramelada, seja com ela na massa. E uma das coisas boas de usar bananas pra fazer bolo é que esse tipo de massa acaba pedindo menos açúcar. A de hoje por exemplo usa o dobro de farinha que de açúcar e ainda assim resulta num bolo bem docinho! Fora que é um jeito delicioso de embutir frutas na rotina alimentar, principalmente em dias frios!

Pra quem quiser bolo de banana beeem parecido com bananinha tem aqui ó.

Já pensando na combinação banana, chocolate e nozes fui atrás de uma receita fácil e encontrei essa do TorradaTorrada que, além de parecer gostosa é vegana! Eu usei leite normal na minha, então não, meu bolo não é vegano. Mas é só trocar pelo leite vegetal da sua preferência e pronto! E também vale pra quem tem problema com gosto de ovo em bolo já que esse não leva ovos na receita. Além da troca pelo leite comum as outras alterações que fiz foram a forma e as riquezas. No lugar de muffins fiz um bolo inglês mesmo e achei que funcionou bem. E as castanhas de caju da original eu troquei pelas nozes e o chocolate.

Se quiser um bolo de banana, chocolate e nozes (especificamente) vegano, é só prestar atenção na hora de comprar, porque existem sim opções veganas.

Você pode mudar a combinação e trocar as nozes por avelãs? Pode, e por outras castanhas também. Pode tirar as nozes e colocar dois tipos de chocolate? Pode e vê se me chama pra eu provar! Pode até fazer um bolo simples sem nada adicionado que vai ficar gostoso!
bolo de banana, chocolate e nozes

Bolo de banana, chocolate e nozes – original aqui

2 xícaras de farinha de trigo
3/4 colher chá de fermento em pó
3/4 colher chá de bicarbonato de sódio
3/4 colher chá de sal
1/4 colher chá de canela – opcional
1 xícara de leite
1/4 xícara de açúcar mascavo
3/4 xícara de açúcar cristal
3/4 xícara de banana amassada – cerca de 3 bananas médias
1/2 xícara de óleo
1 colher chá de vinagre
1/2 xícara de nozes picadas
1/2 xícara de chocolate meio amargo em gotas ou picado

Junte as nozes e o chocolate e misture com umas 2 colheres de farinha.
Misture o restante da farinha com os outros ingredientes secos, menos os açúcares e reserve.
Em uma terceira tigela junte a banana, os açúcares, o vinagre e o óleo e misture bem. Junte então todas as misturas e misture apenas o suficiente para ficar homogêneo. Transfira para uma forma untada, e leve ao forno, aquecido a 200C, ate que doure.

Se quiser deixar mais bonito separe um pouco das nozes e o chocolate para colocar por cima da massa logo antes de levar ao forno.

Salvar

Salvar

Salvar