Dedos de bruxa – #cozinhadebruxa

Dedos de bruxa! Deliciosos biscoitos de açúcar ou aterrorizantes petiscos? Hora de experimentar mais uma receita do especial de Halloween #cozinhadebruxa!
dedos de bruxa

Essa receita foi só um tantinho difícil de conseguir por motivos de: só tinha uma foto e um texto numa língua não identificável, a princípio. Mas nada detém o google, e rapidinho consegui descobrir que se tratava de russo! Receita traduzida, foi só testar.

E essa parte também foi tranquila, isso porque é uma massa fácil de manusear. Não precisei alterar nada pra dar certo, apenas conferi as equivalências de peso e medida. E assim, a única mudança foi a adição de um pouco de cacau em pó em alguns dedinhos… Era um teste, que deu certo, pra ver se seriam possíveis dedos de várias cores. Então sim, dá pra fazer dedos de bruxa da cor que quiser!

E além da cor da massa tem outra mudança que é possível: a amêndoa. Você pode usar descascada ou com casca, ou não usar amêndoas! Tá caro, tá difícil de achar, não gosta dela? Experimenta amendoim! A cor e o formato sã diferentes mas acho bem possível. Talvez você só precise fazer dedos um pouco menores, pra proporção ficar legal. Tudo vai depender do amendoim que você tiver em mãos.
dedos de bruxa

Biscoitos dedos de bruxa – original aqui

75g de manteiga pommade
1/2 xícara de açúcar refinado
1 ovo
1 colher chá de baunilha
1/2 colher chá de fermento em pó
1 pitada de sal
1 1/2 xícara de farinha de trigo
amêndoas*
chocolate derretido
cacau em pó – ou chocolate em pó

*pra descascar as amêndoas é só deixar de molho, por 15minutos, em água quente. Eu fervo, desligo e jogo as amêndoas dentro. Depois do molho a casca fica facinha de tirar.

Bata a manteiga com o açúcar só até formar um creme claro, não precisa ficar fofo. Junte o ovo, o sal, a baunilha e o fermento e bata novamente. Quando estiver homogêneo, comece a adicionar a farinha e a misturar. Talvez não precise de tudo, talvez precise de mais. Varia. Se quiser fazer todos os dedos de chocolate adicione o cacau/chocolate junto da farinha. Se quiser fazer de cores variadas isso é depois. Quando a massa estiver coesa e maleável cubra com filme e leve para a geladeira por 30min.

Divida a massa em partes iguais (aqui cada um ficou com cerca de 20g) e se for fazer dedos de cores diferentes adicione cacau em cada porção individualmente. Modele os dedos formando um cordãozinho de massa e achatando ligeiramente. Eu usei meu próprio dedo como modelo para alguns biscoitos, mas a ideia é cada um ser de um jeito mesmo. Com todos os biscoitos modelados, e em uma assadeira com papel manteiga, é hora dos detalhes: com as costas de uma faca você pode fazer as marquinhas das juntas; e na ponta cole uma amêndoa com o chocolate. Você pode fazer unhas limpinhas, passando pouco chocolate nas costas da amêndoa, ou unhas sujas besuntando bastante chocolate. Daí é só levar pro forno, aquecido a 200C, por uns 20min.

————————-

Em 2015: Caipirinha de abacaxi e hortelã

Salvar

Salvar

Salvar

Cookies teia de aranha – #cozinhadebruxa

Cookies teia de aranha? Calma! A teia é só decoração mesmo… O biscoito é de chocolate! Bem melhor assim né?
cookies teia de aranha

Piadinhas de lado, essa é daquelas receitas truque. Dá pra adaptar de mil e um jeitos, fácil de fazer e com possibilidade de facilitar mais ainda. Do jeito que a gente gosta por aqui!

Esses biscoitos são muito parecidos com os biscoitos de açúcar que já apareceram por aqui. E, como aqueles, também são do tipo congela pra depois! Você pode assar os biscoitos, congelar e dps requentar no forno. Pode congelar a massa num quadrado enrolado em filme plástico e deixar pra modelar no dia que for assar… Ou ainda pode fazer biscoito corta e assa. Enrola a massa num tubo, cobre com filme plástico e congela. Quando for assar só fatia tudo e manda pro forno!

Dica extra: acrescenta uns temperos tipo gengibre e canela em pó e os cookies teia de aranha viram biscoitos natalinos!

Agora e o Halloween nessa história? Ficou por conta da decoração de novo! Dessa vez a teia foi feita com glacê simples de açúcar e água. É que eu queria o sabor do chocolate realçando mais. Só que dá pra adaptar pra outros líquidos, tipo suco ou água de coco, ou adicionar essências como a de baunilha. E aí é você quem escolhe a melhor combinação!
cookies teia de aranha

Cookies teia de aranha – original aqui

100g de manteiga pommade
1 colher sopa de óleo
2/3 xícara de açúcar refinado
1 colher chá de baunilha
1/2 colher chá de sal
1 ovo bem grandão
1/4 xícara de amido de milho
1/2 xícara de cacau
1 1/4 xícara de farinha de trigo

Bata a manteiga com o óleo, o açúcar, a baunilha e o sal até conseguir um creme claro. Junte o ovo e bata novamente até incorporar. Em outra vasilha peneire os demais ingredientes e misture ligeiramente. Então junte as duas misturas e amasse até ficar homogênea. Cubra essa massa e leve para a geladeira por cerca de 30min.

Em uma superfície enfarinhada abra a massa e corte os biscoitos do formato desejado. Transfira cada um para uma assadeira com papel manteiga. Junte o que sobrou da massa, abra novamente e corte mais biscoitos. Asse em forno aquecido a 200C por cerca de 15-20min.

Glacê
açúcar de confeiteiro
água – ou a bebida que você quiser
corante preto

Misture o açúcar com água, um pouquinho de cada vez. Quando conseguir uma consistência que dê pra espalhar cubra os biscoitos com essa mistura.

Faça uma mistura um pouco mais maleável e adicione o corante preto. Usando um saco de confeiteiro com bico perlê fino, ou uma sacola com a quina cortada, desenhe as teias de aranha. Comece fazendo um x e uma + cruzando o biscoito de fora a fora. Então ligue essas retas com curvas entre cada uma. Faça essas curvas em 2-3 alturas diferentes para formar a teia. E espere o glacê secar antes de guardar os biscoitos.

Ficou muito confusa a instrução? No vídeo acho que dá pra entender melhor…

———————————

Em 2014: Frozen Yogurt de Morango

Salvar

Salvar

Salvar

Bolachinhas de gengibre com limão

Bolachinhas de gengibre com limão, juntando dois extremos pra mim: o frescor do limão que lembra o verão chegando, com o conforto do gengibre, ainda em clima de inverno!
bolachinhas de gengibre com limão

Essas bolachinhas são mais uma receita anotada as pressas num caderninho durante um dos cursos da Eduk. Por acaso o mesmo curso do Tom Abrahão onde aprendi o Cantuccini de amêndoas. E justamente por terem sido anotadas na pressa, não tenho ideia se são bolachinhas, ou biscotti, ou biscoito, ou rosquinhas… No caderno tava só gengibre com limão. Sim, já me dei uma bronca por isso!

Deduzindo a partir dos ingredientes e das poucas informações de passo a passo, decidi fazer como bolachinhas de gengibre com limão mesmo. E, antes que a dúvida biscoito ou bolacha apareça, já explico: por aqui bolacha é um tipo de biscoito. Mais especificamente: bolacha é quando você modela uma bolinha de massa pra depois achatar, seja com o dedo, uma xícara ou um carimbo.

Histórias a parte, o resultado é delicioso! Gengibre e limão combinam muito bem, e ainda tem um toque muuito leve do cravo, deixando as bolachinhas perfumadas mas leves. E  textura é quase que de um bolinho, tipo cookie macio sabe? E dá pra deixar mais crocante? Até dá, é só deixar no forno até dourar bem. Mas essa maciez funcionou pra mim, já que saiu do óbvio crocante da maioria dos biscoitos.

Por último as mudanças: Adaptei as medidas pois estava tudo em gramas. E troquei a cobertura! Originalmente iriam pedacinhos de gengibre cristalizado, mas preferi usar o meu gengibre em calda mesmo. Pra quem quiser fazer, a receita tá nesse post, e é bem fácil. Pra quem preferir a versão cristalizada é só colocar por cima de cada bolachinha antes de ir ao forno.
bolachinhas de gengibre com limão

Bolachinhas de gengibre com limão

2 xícaras de farinha de trigo
1 colher sopa de gengibre em pó
1 1/2 colher chá de cravo em pó
3/4 xícara de açúcar refinado
180g de manteiga pommade
1 ovo pequeno
2 colheres chá de raspas de limão
10ml de suco de limão
fatias de gengibre em calda – opcional

Bata a manteiga com o açúcar até ficar bem fofo. Acrescente o limão, os temperos e o ovo e bata novamente até ficar homogêneo. Vá adicionando a farinha aos poucos e misturando delicadamente até incorporar totalmente. Se a massa ficar muito mole pra enrolar leve para a geladeira por cerca de meia hora. Modele bolinhas de massa e amasse ligeiramente. Eu usei uma xícara com o fundo enfarinhado, mas vale o método que você preferir. Se for usar o gengibre em calda, coloque uma fatia em cima de cada bolachinha depois de achata-las. Leve ao forno já aquecido a 200C até que o fundo doure; não precisa esperar o topo dourar. Espere que esfriem completamente antes e guardar em uma lata com tampa.

——————————

Em 2014: Bolo formigueiro
Em 2015: Condessa refrescante

Cookies de chocolate e menta pra se apaixonar!

Cookies de chocolate e menta, porque eu amo essa combinação! Ainda mais no formato de cookies macios e com pedaços de chocolate no meio…
cookies de chocolate e menta

Esses cookies vieram do site da Nigella e, como a maioria das receitas dela, é beeeeem rica! Os cookies são macios, com bastante chocolate em pó e ainda mais pedaços de chocolate. Pra quem ama cookies ricos essa é a receita ideal. Mas pra quem prefere cookies mais crocantes, finos ou leves, é melhor procurar outra. Isso porque a ideia aqui é adaptável pra outras receitas.

Já falei que amo um adaptável, substituível, customizável?

Pra isso basta pegar a receita do glacê de menta e usar na sua receita favorita de cookie de chocolate. Agora, adorou a ideia dos cookies mega ricos mas odeia o menta do cookies de chocolate e menta? Tranquilo! O licor só vai no glacê, então é só pular essa parte e pronto: cookies deliciosos pra você também!
cookies de chocolate e menta

Não tem licor de menta? Dá pra usar extrato. A receita original tem o glacê beeem diferente e usa extrato de menta, então tudo bem. Só não umedece o açúcar apenas com o extrato porque vai ficar super forte. Começa com água pura e vai acrescentando a menta aos poucos. E se quiser verdinho é só acrescentar um pouco de corante junto. O segredo nesse caso é o “aos poucos” já que não tem medida exata.

Agora que todos os poréns e todas as mudanças foram abordados… Vai fazer esse biscoito que ele é uma delícia!! E não esquece de tirar uma foto e marcar a gente (cozinharoman em TODAS as redes sociais) pra eu poder ver!

Cookies de chocolate e menta – original aqui

100g de manteiga pommade
6 colheres sopa de açúcar mascavo
1 colher chá de baunilha
1 ovo
1 xícara de farinha de trigo
2/3 xícara de chocolate em pó 50%
1/2 colher chá de fermento em pó
1 xícara de chocolate em gotas – ou picado

1/2 xícara de açúcar de confeiteiro
licor de menta – quanto baste

Bata a manteiga e o açúcar até formar um creme. Junte o ovo e a baunilha e bata novamente. Quando conseguir uma mistura homogênea junte farinha, chocolate em pó e picado e fermento e misture apenas até incorporar. Divida a massa em colheradas, formando uma bolinha com cada uma, e transfira para uma assadeira com papel manteiga. Deixe cerca de 2cm entre cada uma. Asse em forno, já aquecido a 200C, por cerca de 15min. Deixe esfriar na forma mesmo.

Enquanto isso prepare o glacê: vá adicionando o licor ao açúcar de confeiteiro e misturando até obter uma consistência de mel. Espalhe o glacê sobre os biscoitos como preferir e espere secar antes de servir.

—————————

Em 2014: Lemon Curd Misto

Cookies veganos com gotas de chocolate

Cookies veganos com gotas de chocolate, tão fofinhos e tão gostosos que eu tive que praticamente colocar cadeado na lata pra não comer tudo de uma vez só!
cookies veganos com gotas de chocolate

Quando se fala em comida vegana, o que vem na mente de muita gente são comidas “fit”, cruas, sem glúten, muito verde e quinoa em tudo… né? Só que não é nada disso. O que caracteriza uma comida como vegana é apenas o fato de não ter nenhum ingrediente de origem animal. Além da óbvia carne, outros ingredientes como leite, e todos os derivados, e mel também entram na conta. E até gelatina cai fora já que, senão 100%, pelo menos a maioria das marcas usa tutano na fabricação.

Disclaimer feito, o que isso significa pros nossos cookies? Nada de manteiga ou leite, e cuidado na hora de escolher as gotas de chocolate. Só isso. Os outros ingredientes são os que são usados normalmente: farinha, açúcar, bicarbonato… essas coisas. Eu achei bem interessante porque nunca tinha feito cookies com óleo. E adorei que funciona! Então mesmo que você não siga o veganismo, salve essa receita. Sabe-se lá quando não vai ter manteiga em casa não é mesmo?
cookies veganos com gotas de chocolate

Quanto ao chocolate, eu não vou indicar nenhuma marca específica aqui. Se você conhece alguma que confia pra caramba a ponto de indicar, por favor deixe nos comentários! E se você não encontra chocolate vegano perto de você, eu aposto que esses cookies ficam deliciosos com castanhas ou nozes no lugar do chocolate!

Cookies veganos com gotas de chocolate – original aqui

2 xícaras de farinha de trigo
1 colher chá de fermento em pó
3/4 colher chá de bicarbonato de sódio
1/2 colher chá de sal
1 1/4 xícara de gotas de chocolate
1/2 xícara de açúcar refinado
1/2 xícara de açúcar mascavo
1/2 xícara de óleo
5 colheres sopa de água

Em uma vasilha misture a farinha com o sal, o bicarbonato, o fermento e o chocolate. Em outra vasilha misture os outros ingredientes. Junte o conteúdo das duas vasilhas e misture apenas até incorporar tudo. Cubra com um plástico e leve para a geladeira por 24h (!!!).

Formate os biscoitos enrolando pequenas porções e apertando bem cada bolinha; a massa fica quebradiça mas nada desesperador. Transfira para uma forma forrada com papel manteiga e deixe no congelador por 10min. Então leve ao forno, já aquecido a 200C, por cerca de 20-30min. E deixe esfriar completamente antes de guardar.

Biscoitinhos integrais, feitos com fermento natural

Biscoitinhos integrais mega crocantes, no estilo cracker. Sabe, aquele que tem um nome nesse estilo? Simplificando essa receita dá pra fazer beeem parecido.
biscoitinhos integrais

Isso porque esses biscoitinhos crocantes são bem mais ricos que os crackers comprados prontos. Eles são integrais, então são mais complexos nutricionalmente. Mas podem não ser se você preferir usar apenas farinha branca. E são saborizados com ervinhas secas, o que deixa o sabor bem mais atraente. Quer biscoitos neutros que vão bem com tudo? É só pular as ervas.

E são feitos com levain não alimentado! Sabe quando tá no dia de alimentar seu fermento mas você não tá afim de fazer pão? E aí tem que jogar parte do fermento fora…. E dá uma dó…. Oooou você faz esses biscoitos! A massa é super simples de fazer, aproveita o levain que iria embora e eles ainda duram bem quando guardados em uma lata!

Agora algumas dicas:

Faça bem fininhos! Eles são mais gostoso quando bem crocantes e um biscoito crocante de massa espessa fica impossível de morder.

E não esqueça de furar a massa antes de levar ao forno. Isso vai garantir ainda mais crocância; que é o maior charme dessa receita.
biscoitinhos integrais

Biscoitinhos integrais – original aqui

1/2 colher chá de sal
1 xícara de farinha de trigo*
1 xícara de levain – sem alimentar
40g de manteiga pommade
1 colher sopa de ervas secas – usei orégano
sal e azeite

*você pode usar farinha branca e/ou integral. Normalmente a proporção é 40% integral e 60% branca, mas eu usei 25% (1/4 xícara) de farinha integral para 75% (3/4 xícara) de farinha branca.

Misture a farinha, o levain, e a manteiga. Acrescente a meia colher de sal e as ervas e amasse até a a massa se juntar. Faça um quadrado com a massa, cubra com filme plástico e leve para a geladeira por cerca de 30min.

Sobre um pedaço (grande) de papel manteiga abra a massa, com um rolo, até consegui um quadrado de massa de1-2mm. É bem fininha mesmo. E tente formar um quadrado direitinho; eu precisei cortar a massa e rearranjar uns pedaços pra isso. Não tem problema. Transfira o papel com a massa para uma forma e corte os biscoitos; é mais fácil cortar já na forma do que transferir cortado. E não precisa separar cada quadradinho, é só quebrar no corte depois. Fure cada biscoito com um garfo pra garantir mais crocância. Pincele tudo com azeite e salpique um pouco de sal por cima. E então leve ao forno, aquecido a 200C, por cerca de 30min; ou até eles fazerem um estalo quando você quebrar.

—————————–
Em 2015: Abóbora assada

Salvar

Salvar

Salvar

Rosquinhas de Pinga do Tom Abrahão

Rosquinhas de pinga com cobertura delícia de açúcar e mais uma pra lista dos favoritos!
rosquinhas de pinga

Essas rosquinhas parecem muito com as rosquinhas de sal amoníaco que já apareceram por aqui. Crocantes e muito pouco doces, elas não retém nenhum sabor da pinga depois que são assadas. E pra quem não bebe ou tem criança em casa já fica minha dica: não empanem as rosquinhas que elas ficam liberadas pra todo mundo! Já pra quem curte o sabor da bebida, é o empanar que dá toda a graça da receita. Por isso mesmo, atenção: escolha bem a pinga já que o sabor dela aparece sim no resultado final.

Mudanças na receita? Nenhuma. Fiz apenas metade da original mas mantive todas as proporções. E transferi as medidas de gramas para xícaras e colheres também! Realmente não dá pra sempre repetir exatamente a mesma proporção em minúsculos detalhes, como acontece com a balança, mas acho que assim fica mais fácil pra todo mundo né? Pra quem quiser conhecer a receita original, essa é mais uma que copiei em um dos cursos da Eduk, no caso o Biscoitos e Cookies do Tom Abrahão (nenhum parentesco que eu saiba).

Rosquinhas de Pinga – original aqui

1 1/2 xícaras de farinha de trigo
1/4 xícara de açúcar refinado
25g de manteiga pommade
1 colher chá de sal amoníaco
1 ovo pequeno
25ml de leite
20ml de pinga

Para empanar: pinga e açúcar, cristal ou refinado conforme o seu gosto; eu usei cristal.

Misture todos os ingredientes secos, adicione os molhados e misture até formar uma massa lisa e coesa. Se precisa de mais farinha ou leite adicione bem aos poucos até acertar o ponto. (eu precise de mais leite)
Abra a massa com pouco mais de 0,5cm de espessura e corte tiras de cerca de 10cm de comprimento e 0,5 de largura. Vale usar régua ou medir no olho mesmo. Torça cada tirinha fazendo uma espiral e depois junte as pontas formando a rosquinha.
Asse em forma untada e enfarinhada (ou com tapete de silicone), em forno aquecido a 200C, até dourar o fundo. Espere as rosquinhas esfriarem e empane: passe na pinga e depois no açúcar. E espere secar bem antes de guardar em uma lata.

Salvar

Salvar

Salvar

Tortinhas de chocolate com doce de leite

Tortinhas de chocolate com doce de leite e um granulado por cima pra completar! E é bem mais fácil de fazer do que parece….
tortinhas de chocolate com doce de leite

A ideia era só fazer um biscoitinho de chocolate pra deixar dando bobeira na lata ali na mesa da cozinha… Daí lembrei da massa sablé, que pode ser base de torta mas que vira um biscoito ótimo, e resolvi adaptar a receita. E fiquei com torta na cabeça… O resultado acabou sendo uma massa sablé de chocolate que vira sim um biscoito simples ótimo, mas que também é base de torta. Pra deixar fofo: tortinhas, feitas em forminha de empada. E pra deixar mais fofo ainda: em forma de flor!

Tá com toda a animação pra cortar a massa em formato de flor, transferir pra forminha, assar e rechear? Ótimo! A receita tá ali embaixo, rende cerca de 30 tortinhas e fica linda enfeitando a mesa. Tá com preguiça de fazer isso tudo, mas ainda assim quer especificamente tortinhas de chocolate com doce de leite? Pegue pequenas porções da massa e forre cada forminha e asse, o resultado serão tortinhas mais simples mas ainda assim gostosas e bonitas. Tá com muita preguiça mas quer um belisquete? Enrole a massa num cilindro e congele, fatie e asse. O resultado serão biscoitos de chocolate simples e gostosos!
tortinhas de chocolate com doce de leite

E como sempre: o recheio de doce de leite é só uma opção! Vale brigadeiro, docinhos em geral, nutella, creme de confeiteiro, geleia, mousse…. Vamos combinar que chocolate combina com praticamente qualquer recheio né?

Massa Sablé de chocolate

3/4 xícara de farinha de trigo
1/4 xícara de chocolate em pó 50% *
1/4 xícara de açúcar refinado *
1 gema
75g de manteiga pommade
1/2 colher chá de café instantâneo – opcional

* Se for usar cacau no lugar do chocolate mude as medidas para 2 colheres sopa de cacau e 6 colheres sopa de açúcar

Bata a manteiga com o açúcar até formar um creme claro. Adicione a gema e o café e bata novamente até ficar homogêneo. Adicione o chocolate e a farinha e vá amassando até formar uma massa lisa e coesa. Não sove, apenas amasse. Enrole em filme plástico e deixe na geladeira por 4h ou no congelador por 1h mais ou menos.

Para biscoitos comuns: Em uma superfície enfarinhada abra a massa, com um rolo, e corte os biscoitos como quiser. Transfira para uma assadeira e leve para o congelador por mais 30min, ou geladeira por mais 2h. Asse em forno aquecido a 200C por cerca de 15minutos, até que o fundo doure. Espere esfriar antes de retirar a assadeira.

tortinhas de chocolate com doce de leite

Tortinhas de chocolate com doce de leite

Massa sablé de chocolate
doce de leite cremoso
creme de leite – fresco ou sem soro
confeitos a escolha
forminhas de empada
cortador de flor pouco maior que a forminha escolhida

Corte os biscoitos em forma de flor e coloque cada um em uma forminha de empada. Asse normalmente e deixe esfriar completamente antes de retirar das forminhas. Misture o doce de leite com o creme de leite aos poucos. Vá provando o sabor e a textura até gostar do resultado. Se estiver usando o creme fresco cuidado na hora de misturar para não bater demais e virar manteiga. Recheie os biscoitos que forem ser consumidos na hora e finalize com o confeito. Se for guardar deixe pra rechear na hora que for comer, ou a massa perde a crocância.

Animou horrores e quer até fazer o próprio doce de leite? Tem receita aqui!

Salvar

Salvar

Salvar

Cookies de chocolate recheados com caramelo

Cookies de chocolate recheados com caramelos!!! Ou com doce de leite ninho… Ou o que você quiser!
cookies de chocolate recheados

A verdade é que dá pra fazer qualquer cookie recheado com qualquer coisa! A receita de hoje é uma sugestão apenas: uma massa fofinha de chocolate, mais meio amarga do que doce, recheada com balas de caramelo.

Vou confessar que essa receita foi só uma desculpa pra comprar mais um pacote de caramelos aqui pra casa…
cookies de chocolate recheados
E aí também tinha um pouco de doce de leite ninho dando sopa na geladeira… E por que não experimentar um recheio diferente não é mesmo? Enrolei mini docinhos, congelei e recheie metade dos cookies com eles. E deu tudo certo! O que me leva de volta pra minha teoria: use a massa e o recheio que você quiser!

Vale massa simples recheada com Nutella, cookie de limão recheado com beijinho, cookie de chocolate recheado com brigadeiro… Aliás, a versão original tinha gotas de chocolate na massa. Eu achei que seria exagerado (será?) e não coloquei, mas fique a vontade pra acrescentar algumas!

Cookies de chocolate recheados – original aqui

100g de manteiga sem sal pommade
1/4 xícara de açúcar mascavo
1 ovo
1 colher chá de essência de baunilha
1 xícara de farinha de trigo
1/2 xícara de chocolate em pó
1 colher chá de bicarbonato de sódio
1/2 colher chá de sal
1 colher chá de amido de milho
caramelos*

*para mais detalhes sobre recheio confira o texto ali em cima

amasse a manteiga com o açúcar até ficar uma pasta homogênea. Acrescente o ovo e a baunilha e misture novamente.
Adicione os ingredientes secos aos poucos e vá amassando até formar uma massa coesa. Cubra com filme plástico e leve para gelar por 3h. Divida a massa em cerca de 18 partes e boleie os biscoitos recheando cada um com um caramelo (ou meio, ou o recheio escolhido). Deixe essas bolinhas, já na assadeira, gelando mais uns 20min e então leve para o forno. Que já está aquecendo a 200C. Deve demorar cerca de 15minutos pros biscoitos ficarem prontos. Eles ainda estarão molinhos, mas dá pra saber levantando um com uma espátula e verificando o fundo: essa parte já deve estar mais seca.
Deixe os biscoitos esfriarem antes de retirar da assadeira (pra não quebrarem como aconteceu comigo) e dps de completamente frios guarde em uma lata.

PS: os recheados com caramelo ficam bem mais gostoso ainda quentes, pro caramelo ficar molinho.

Salvar

Salvar

Salvar

Cantuccini de amêndoas, ou biscoito de vó italiana

Cantuccini de amêndoas, assim mesmo sem o s no final porque é em italiano, é nada mais que um biscoito de vó. Só que a vó é lá da Itália…
cantuccini de amêndoa

Pra ser mais exata, cantuccini são uma forma de biscotti, e biscotti é a expressão para massa que vai ao forno duas vezes. Basicamente você faz uma massa, assa até ela parecer um pão, tira do forno e fatia, e então volta ao forno até parecer um biscoito.

Repararam que biscoito deriva de biscotti? O mesmo vale pro espanhol e francês e inglês (biscuit)

Os cantuccini em específico são da região da toscana, mais especificamente ainda de uma cidade chamada Prato. E são bem típicos de lá, igual as rosquinhas de sal amoníaco são típicas daqui de Minas. Ou seja, uma receita comum nas casas, feita pela família mesmo, pra comer junto do café. Aliás, o jeito mais comum de comer cantuccini é molhando no café, ou em algum vinho licoroso. No entanto, aqui no Brasil eles ganharam ares chiques de coisa europeia difícil de ser feita e cara pra comprar.
cantuccini de amêndoa

Mas tudo isso mudou depois de mais um curso do eduk! E não, eles não me patrocinam… Mas é que eu já vi muitos cursos de lá, e sempre com um caderninho do lado anotando todas as receitas. Esse curso em específico era com o Tom Abrahão, e teve vários tipos de rosquinhas e biscoitos (ou bolachas dependendo de onde você mora).

Eu acabei não mudando nada na receita, já que morro de medo de mexer em massa de biscoito e o trem desandar. Apenas mudei as medidas pra xícaras e colheres, pra facilitar a vida, e fiz meia receita. As quantidades que fiz são as que estão na receita abaixo e, apesar de biscoito durar bem, acho que já dá uma quantidade razoável pra uma família pequena como a minha. Minha única sugestão de mudança? Corte as amêndoas ao meio. Elas realmente ficam lindas inteiras, mas fica muito mais fácil modelar a massa e partir depois com elas já picadas…
cantuccini de amêndoa

Cantuccini de Amêndoas

2 xícaras de farinha de trigo
60g de manteiga pommade
90g de amêndoas
1/2 xícara de açúcar refinado
2 ovos
raspas de meio limão
1/8 colher chá de fermento em pó
1 gema e açúcar cristal para cobrir

Esquente as amêndoas em uma frigideira no fogo médio. Não precisa torrar, é só aquecer pra liberar todos os aromas possíveis. Deixe elas de lado, esfriando, enquanto prepara a massa.

Junte os ingredientes secos e misture. Acrescente os demais ingredientes e amasse tudo junto até formar uma massa. Junte as amêndoas e misture o melhor que puder.  Forme rolinhos de massa, com cerca de 3cm de espessura. Na minha assadeira deu pra fazer dois rolinhos, não importa a quantidade, distribua de acordo com a sua assadeira.

Pincele uma gema batida e cubra com açúcar cristal. Leve ao forno aquecido a 180° até que asse, vai ficar parecendo um pãozinho. No meu caso foram 20min, mas esse tempo varia. Deixe esfriar 2 minutos pra não queimar a mão e então fatie com a faca na diagonal ou reta. Vire cada pedacinho com a parte partida pra cima e então volte ao forno até que sequem. Pra ter certeza é só olhar o fundo, que vai estar dourado. E espere esfriar antes de guardar na lata.

Salvar

Salvar

Salvar