Bolo de maçã verde pro café da tarde

Bolo de maçã verde, aquele bolo diferente pra fazer bonito na mesa, mas ao mesmo tempo simples pra apenas acompanhar o café.
bolo de maçã verde

A receita original era pra um bolo confeitado, com direito a recheio, cobertura de manteiga de amendoim, enfeites no topo e tudo mais. Mas fiquei bem feliz e ter feito apenas a versão simples: só o bolo e umas fatias de maçã no topo. É que esse é um bolo pesado. Mesmo.Não venha esperando bolinho fofinho com pedacinhos de maçã.

Pra isso você pode experimentar essa receita aqui

Esse é um bolo de maçã verde ralada. Isso quer dizer que a maçã meio que some na massa, contribuindo para um bolo mais substancioso e com uma textura mais uniforme. Eu gosto. Mas acho que recheio e cobertura seriam excessivos. Esse vai bem no combo uma fatia de bolo uma xícara de café…
Tá, e uma colherada de caramelo…
bolo de maçã verde

Pra quem não é fã de canela e/ou noz moscada tá tudo bem, os sabores são bem suaves. Pra quem não gosta mesmo é só não usar. Fica bom também, creio eu….
E sim, vale fazer com outras maçãs também. Como sempre: vai do seu gosto!

Bolo de Maçã Verde – original aqui

1 1/2 xícara de maçã verde ralada
6 colheres sopa de açúcar refinado
1/2 xícara de açúcar mascavo
1/2 colher chá de canela
1/4 colher chá de noz moscada
1/2 xícara de óleo
2 ovos
1 colher chá de essência de baunilha
1 3/4 xícara de farinha de trigo
1 colher chá de bicarbonato de sódio
1/2 colher chá de fermento em pó
1/4 colher chá de sal
1 maçã verde fatiada para enfeitar

Modo de preparo mais fácil do mundo: em uma vasilha vá juntando os ingredientes na ordem descrita e misturando a cada adição. Transfira para uma forma untada e cubra com as fatias de maçã. Leve ao forno, aquecido a 200C, até que espetando um palito ele saia limpo. Espere esfriar antes de desenformar.
bolo de maçã verde

Salvar

Salvar

Bolo invertido de maçã e caramelo

Um bolo amanteigado com toque de canela, coberto por fatias de maçã e caramelo!
bolo invertido de maçãEsse bolo faz parte dos upside down cakes, ou seja bolos invertidos, que são assados com a fruta e o caramelo no fundo da forma pra conseguir esse resultado. E eu custei a conseguir fazer esse!
Na primeira tentativa o caramelo vazou e cobriu o fundo do fogão resultando num cheiro de queimado horrível e um bolo seco no topo. E foi quando eu aprendi a sempre forrar a assadeira com papel alumínio por fora.
Em outra tentativa o caramelo ficou muito líquido e queimou o papel alumínio, vazando novamente. Foi quando comecei a colocar outra forma por baixo.
Quando finalmente acertei nisso tudo o papel manteiga ainda grudava nas maçãs, resultando num bolo pelado! Isso dá pra resolver acertando o ponto do caramelo e untando o papel mesmo assim.
Tudo isso tá resolvido na receita abaixo, inspirada em uma do LiveWellBakeOften, e com alguns ajustes pra garantir que vai dar tudo certo! Pra quem não gosta do caramelo tão escuro dá pra tirar a canela dele e cuidar do açúcar. Não aconselho trocar pelo refinado porque os pontos deles levam tempos diferentes, mas existem mascavos mais claros e mais escuros. Eu usei um bem escuro dessa vez, mas com um mais clarinho o caramelo vai ficar mais suave.
bolo invertido de maçãBolo de maçã caramelada – original aqui

25g de manteiga sem sal
4 colheres sopa de açúcar mascavo
1/4 colher chá de canela em pó
1 maçã grande – a sua favorita

3/4 xícara de farinha de trigo
1/2 colher chá de fermento em pó
1 pitada de sal
1/4 colher chá de canela em pó
50g de manteiga sem sal pommade
1/3 xícara de açúcar refinado
1 ovo grande
1/2 colher chá de extrato de baunilha
1/4 xícara de leite

Unte uma forma redonda de fundo removível, e cerca de 15cm, e forra o fundo com papel manteiga, e depois unte o papel também. Tudo isso pra garantir que o bolo vai desenformar bonitinho. Se quiser garantir ainda mais: forre a forma por fora com papel alumínio e asse com ela dentro de outra assadeira.
Fatie as maçãs e cubra com limão para não escurecerem, e reserve.
Junte o açúcar mascavo, a canela e a manteiga e leve ao fogo até ficar homogêneo. Transfira para a forma preparada e espalhe uniformemente. Cubra esse caramelo com as maçãs fatiadas, formando o desenho que quiser e reserve.
Bata a manteiga com o açúcar até formar um creme fofo. Enquanto isso em outra vasilha peneire a farinha e os demais ingredientes secos.
Quando tiver um creme fofo junte o ovo e a baunilha e bata novamente até ficar homogêneo. Ainda batendo vá acrescentando a mistura de secos e o leite, aos poucos e alternando cada um. Transfira a massa para a forma cobrindo todas as maçãs e leve para assar em forno aquecido a 180°.
Não deixe esfriar completamente antes de desenformar para que o papel não grude novamente no caramelo.
bolo invertido de maçã——————————
Em 2015: Pate à choux

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Torta de maçã com castanhas do Pará

Inverno me lembra tortas quentes, e a torta quente soberana pra mim é a de maçã:

Essa quase ia sendo a clássica da clássica, com recheio mega simples de maçã com açúcar, sem nem mesmo uma canela. Mas aí olhei pra um potinho com umas castanhas do Pará dando sopa na cozinha…

Elas não são essenciais pra que a torta dê certo, se não tiver nenhuma castanha em casa a torta de maçã simples é uma delícia também*. Mas elas fazem uma diferença quando adicionadas na massa! Eu piquei as castanhas com uma faca fazendo uma farinha grosseira, e elas praticamente sumiram na massa, deixando apenas o sabor e não mexendo muito na textura. Da próxima vez pretendo, e já deixo a dica aqui, deixar uns pedacinhos maiores de castanha pra poder senti-los na massa. Uma outra ideia é adicionar pedacinhos no recheio pra dar uma crocância a mais.

Uma última dica:aquelas maçãs argentinas lindas parecendo a da branca de neve tem gosto de isopor! Pra fazer esse tipo de prato as mais ácidas são sempre melhores pois ressaltam mais o sabor, então prefira gala, fuji ou as verdes.
E claro, não esqueça o sorvete pra acompanhar!

*se não for usar as castanhas aumente a farinha para 3 xícaras.

Torta de maçã com castanhas do Pará
serve uma torta de 40cm

Massa:
1/4 xícara de castanhas do Pará trituradas
2 3/4 xícaras de farinha de trigo
1 pitada de sal
100g de manteiga sem sal gelada
1 ovo
cerca de 10 colheres sopa de água bem gelada

Recheio:
6 maçãs – gala ou fuji
4 colheres sopa de suco de limão*
1 xícara de açúcar refinado
2 colheres sopa de amido de milho

*para um recheio mais ácido use um limão mais forte como o capeta, para um recheio menos ácido prefira um limão mais suave como o siciliano

Montagem:
gema
açúcar cristal

Para a massa misture a farinha com as castanhas e o sal. Corte a manteiga em cubinhos e misture com os secos, formando uma farofa. Não desmanche a manteiga totalmente, os pedacinho que ficam garantem a crocância.
Adicione o ovo e vá acrescentando a água aos poucos enquanto mistura. Talvez não precise de tudo antes da massa fica coesa. Embrulhe em filme plástico e leve à geladeira por pelo menos 1hora, a noite toda se quiser adiantar o serviço no dia anterior, ou o congelador se quiser guardar pra outro dia.

Enquanto a massa gela prepare o recheio:
Não é necessário descascar as maçãs porque no forno a casca fica bem macia, mas se você preferir descasque. Pique as maçãs em cubinhos e cubra com o suco de limão. Misture o açúcar com o amido de milho e cubra as maçãs com essa mistura.
Abra a massa em uma superfície levemente enfarinhada até que ela fique fina ao seu gosto. Cubra o fundo e as laterais da forma e pressione com os dedos para impedir que fiquem bolhas.

Adicione o recheio e cubra do jeito que preferir. Aí vale só cobrir com um disco de massa simples, com treliças de massa como eu fiz ou o que a imaginação mandar. Pra decoração também vale tudo. Apenas lembre de deixar rasgos, espaços ou furos na cobertura para que o vapor do recheio cozido possa sair e não destruir a torta. Volte a torta para a geladeira por mais 30min para firmar a massa novamente. Pincele a massa com gema e polvilhe com o açúcar cristal e leve ao forno a 230° até que doure.
Sirva ainda quentinha, de preferência com uma bola de sorvete.

——————————–
Em 2015: pãezinhos suecos

Salvar

Salvar

Salvar

Maçã envenenada, quero dizer, caramelada – Halloween 2015

Elas são conhecidas como maçãs do amor por conta da cobertura vermelha…. mas alguém lembra dessa cena?
maca swA receita veio de site gringo, encontrado em passeios incansáveis no pinterest, e eu fiz um pouquinho mais do que traduzir a receita….

Pra variar mudei um detalhe. A receita original usa glucose líquida, e bom, não tenho o costume de usar glucose… no lugar dela costumo usar mel. Acabei usando a mesma quantidade indicada na receita e deu certinho. Não ficou aquele caramelo mega duro, impossível de morder, sabe? Ficou super crocante, mas “mordível”, muuito bom e praticamente sem gosto do mel… só um aroma bem suave…

No mais, aqui usei corante em gel* preto simples, que puxa um pouco pro cinza-esverdeado quando em fundo branco. Se a possibilidade de tons esverdeados te incomoda tem corantes preto-ameixa que puxam mais pro roxo quando em fundo branco. Detalhes pra preciosistas (eu). E claro, sempre dá pra fazer a maçã do amor tradicional usando corante vermelho!

Ah sim, usei maçãs verdes porque gosto da combinação do ácido dessa maçã com o doce da cobertura. Mas dá certo com qualquer uma.

*O corante em gel é bom porque pode ser usado em praticamente qualquer receita, inclusive com alguns ingredientes difíceis (ex: chocolate) que não aceitam outros tipos de corante. Não é proibido fazer caramelo com outros tipos de corante (pó ou líquido) mas eu nunca testei, então não posso garantir.
maçã envenenada cozinharoman pt2Maçã caramelada – original aqui

2/3 xícara de açúcar
1/4 xícara de água
40ml de mel* – ou 2 colheres sopa + 2 colheres chá
1 tanto de corante em gel preto**
2 maçãs verdes grandonas – ou 3 médias
Termômetro***

*ou o mesmo tanto de glucose líquida

** varia dependendo do corante, mas é até a mistura ficar bem preta.

*** é chato eu sei, mas vai precisar sim…. Tem gente que usa o tamanho e a velocidade das bolhas formadas na panela pra saber se o caramelo tá no ponto. Todas as vezes que fiz assim deu errado, então sempre recomendo o termômetro.

Prepare uma assadeira (ou bandeja) forrando com papel manteiga e untando o papel com óleo. Se for usar um palito/espeto pra segurar as maçãs já deixe-as preparadas também. Eu usei palitos de churrasco e um hashi coberto com fita isolante (menos a parte que vai encostar na maçã né gnt), mas vale também palito de picolé e/ou aqueles garfinhos pra fondue/petisco.

Misture os ingredientes do caramelo em uma panela/leiteira alta e leve ao fogo baixo mexendo até o açúcar dissolver. Aumente o fogo e deixe ferver. Para evitar cristais no meio do seu caramelo vá pincelando água limpa nas laterais da panela conforme o caramelo sobe. E não mexa o caramelo. Monitore a temperatura com o termômetro sem deixar que ele encoste no fundo da panela.

Quando o caramelo atingir 150° desligue o fogo e banhe as maçãs deixando que elas sequem na assadeira preparada. Aqui dá pra escolher se vc vai fazer a cobertura simples, assim:
maçã envenenada cozinharoman ptOu uma cobertura dupla, derramando um pouco de caramelo por cima da maçã já coberta. Daí vai da sua vontade mesmo…
maçã envenenada cozinharoman pt3

Suco laranjão, mas sem laranja

Eu tava pensando em fazer uma temporada de sucos refrescantes quando o verão chegasse… Mas o calor anda tão aparecido nessa primavera que teremos alguns spoilers por aqui…

Esse suco eu conheci em uma lanchonete de sucos naturais daqui dessa cidadezinha do interior da qual vos escrevo. E adorei tanto que fiquei doida pra reproduzir em casa. O tal suco tem o nome de calmante e leva cenoura, maçã e aipo.
Só que aipo não é bem algo que eu tenha sempre em casa… E a vontade de tenta fazer* o suco tava grande. Então fui de adaptações porque é assim que funciona por aqui, e acredito que na casa de muita gente…

Sai o aipo, entra a água de coco que tava dando sopa na geladeira e pronto! Mas ó, falta de água de coco não é desculpa pra não fazer o suco. Ela serve pra dar um gosto beeem suave e quem não tem, ou não gosta, não precisa usar pra conseguir um suco mega gostoso! E nem precisa preocupar de não ter açúcar na lista de ingredientes. Tanto a cenoura quanto a maçã são vegetais bem doces, sozinhas elas dão conta de adoçar o suco. 😉

* A vontade de tentar fazer, como bem sabem os cozinheiros por hobbie, é bem diferente da vontade de comer. No segundo caso bastaria ir a lanchonete e comprar o suco. A vontade de fazer vem acompanhada do desafio de reproduzir a receita de cabeça, da expectativa se vai dar certo ou não, e da sensação maravilhosa de conseguir reproduzir a receita.

Suco quase calmante
serve 2

1 cenoura média
2 maçãs pequenas
300ml água de coco
gelo a vontade

Bate tudo e serve em seguida. De preferência não coar pra manter a ingestão de fibras.
(Suco normalmente é molezinha fazer né, o chato é lavar o liquidificador…)

Salvar

Drink de maçã verde

Drink rapidinho com misture bem inusitada. A maçã verde que costuma ser ácida ganha um sabor mais refrescante com o gengibre e o limão. E pra quem quiser mais picante, taca-lhe gengibre!

A receita veio lá do Dedo de Moça, e originalmente é feita com Pisco. Por aqui fomos de vodka mesmo. E claro, mudei um pouquinho o preparo, colocando menos gengibre e coando parte do purê de maçã. Tudo explicadinho na receita aí embaixo:
drink maçã verde pt

Drink de Maçã Verde – original aqui
serve duas pessoas

1 maçã verde
1 colher sopa de suco de limão – usei o capeta
1/4 de colher chá de sumo de gengibre*
2 colheres sopa de açúcar – a gosto na verdade
6 pedras de gelo
2 doses de vodka

* pra conseguir o sumo do gengibre descasque um bom pedaço e rale no ralador próprio ou no ralador mais fino que tiver. Esprema o resultado e aproveite apenas o caldo. Parece trabalhoso mas fica bem suave assim

No liquidificador coloque a maçã em pedaços, com casca e sem semente, junto do limão e do gengibre e bata até formar um purê. Prove e adicione o açúcar, mais ou menos conforme o seu gosto. Bata apenas para misturar. Passe o purê por uma peneira para consegui um suco mais fino. Junte a vodka a esse suco e misture.

Para monte coloque no fundo de cada taça meia colher do purê que sobrou na peneira. Por cima coloque 3 pedras de gelo em cada e complete cada uma com a mistura de suco e vodka.

Quem preferir pode pular toda a etapa de peneirar o purê e bater direto com a vodka também.

bolo de maçã com aveia

Estava eu atrás de um bolo fácil, rápido e pequeno pro café da tarde. Seria melhor se pudesse aproveitar aquela maçã fazendo aniversário na fruteira. E quando não achar a receita que quer, adapte uma que já conhece! Fui eu fazer um bolo de chocolate virar bolo de maçã com aveia. E deu certo! Inventar na cozinha tem tanta chance de dar errado que eu vibro quando dá certo!
bolo maca fbTroquei o açúcar, tirei o chocolate, coloquei a maçã e mais alguns flocos de aveia. E ainda tasquei uma “cobertura” de maçã com canela por cima antes de ir pro forno. Mil alterações feitas, o resultado foi um bolo fofo, com a textura dos flocos de aveia perdidos lá no meio. Ainda contando com um sabor suave de maçã na massa, e um sabor mais pronunciado da maçã com a canela na casquinha de cima.

Como toda receita inventada, optei por uma forma bem pequena e minimizei a receita ao máximo: 1 ovo. Menor que isso acho difícil fazer. Da próxima vez pretendo dobrar. Pra quem não tem uma forma tão pequena (bolo inglês de 15cm) aconselho usar forminhas de cupcakes ou fazer algum tipo de porção individual. O caso é que essa receita leva pouco fermento, então ele vai ficar naturalmente baixinho. Se usar uma forma grande demais pra ele o risco de queimar é enorme! Na dúvida dobre a receita, ainda assim não vai ficar um bolo muito grande.

Meu outro conselho é que você, depois de fazer o bolo, tire uma foto e publique (facebook, twitter, instagram, pinterest, estamos em todas) com a hashtag #cozinharoman que é pra eu poder ver também!
bolo maca ptBolo de maçã com aveia
xícara de 240ml

1 xícara de farinha de trigo
1/2 colher chá de fermento químico
1 ovo
1/2 xícara de açúcar mascavo
1/2 xícara de flocos de aveia
3 colheres sopa de óleo
1/2 xícara de água fervente
1 maçã – fugi ou gala
3 colheres sopa de açúcar refinado
Canela a gosto

Aqueça o forno  180° e unte uma forma de bolo inglês pequena, de cerca e 15cm de comprimento.
Corte a maçã em cubinhos e misture metade com o açúcar refinado e a canela.
Junte a outra metade da maçã com a farinha, o fermento, o açúcar mascavo e a aveia e misture bem. Adicione o ovo e o óleo e misture até formar uma farofa úmida. Acrescente a água fervente e misture apenas o suficiente para incorporar todos os ingredientes.
Transfira a massa para a forma untada e cubra com as maçãs misturadas no açúcar. Leve ao forno até dourar.
bolo maca pt2

Salvar

Torta de banana caramelada, mas também pode ser maçã

Massa dourada e crocante parecendo um biscoitão e recheio de bananas envoltas em caramelo! Pra esse trem voltar com tudo, hoje a gente tem torta de banana caramelada!!
A original e a minha primeira tentativa era de maçã caramelada (que também fica uma delícia!) mas essa de banana combinou tanto com a massa e com a canela, mas combinou tanto… que pra mim agora é torta de banana caramelada, que pode ser substituída por maçã se for o caso.
torta banana caramelada tw2E eu não tenho a menor ideia de onde essa torta veio… É mais uma que estava perdida no meio do meu milhão de “receitas pra testar um dia”. Mas ainda assim fiz pequenas alterações para ajustar as proporções. Fiz apenas metade da quantidade indicada de massa e rendeu duas tortas de 20cm, sendo que a metade da massa ficou embrulhada na geladeira e só foi usada 3 dias depois. Já pra o recheio precisei usar uma receita inteira em apenas uma tortinha. É que gosto das minhas tortas beeem recheadas.
Na receita abaixo eu deixo a sugestão de fazer o mesmo, guarde metade da massa e faça outra torta, fresquinha alguns dias depois. E não esqueça de deixar um pote de sorvete no freezer, ele é o melhor acompanhamento pra essa sobremesa!
torta banana caramelada ptTorta de banana caramelada
xícara de 240ml

Massa:
1 1/4 xícara de farinha de trigo
100g de manteiga gelada em cubinhos
1/3 xícara de açúcar
1/2 colher sopa de fermento em pó
1/2 ovo*

* para medir meio ovo quebre-o em uma tigelinha e misture apenas o suficiente para ficar homogêneo. Então é só medir metade da mistura. O restante dá pra fazer ovo mexido muito bom daqui.

Misture todos os ingredientes secos. Acrescente a manteiga e vá esfarelando os cubinhos para formar uma farofa. Por último junte o ovo e misture apenas até que forme uma bola de massa. Não sove ou misture demais para não ficar uma massa elástica.
Separe metade e guarde na geladeira, embrulhada em filme plástico por até 3 dias. A outra metade deixe descansar na geladeira por cerca de 20minutos.

Cubra o fundo e as laterais de uma forma (prefiro de fundo removível) de 20cm com a massa descansada. Fure toda a massa, laterais inclusive, e volte pra geladeira até o momento de usar.
torta banana caramelada fbRecheio:

3 xícaras de bananas cortadas em meia lua – usei a prata
5 colheres sopa de açúcar
30g de manteiga
canela a gosto

Em uma panelinha junte a manteiga e o açúcar e leve ao fogo baixo até que o açúcar derreta. Junte as bananas e deixe cozinhando em fogo baixo até que elas tenham começado a cozinhar e não haja mais líquido no fundo da panela. Desligue o fogo e deixe esfriar antes de usar.

Montagem:

Transfira as bananas e o caramelo para a forma com a massa e leve ao forno a 180° até que as laterais da massa fiquem douradas. Sirva quentinha, pura ou com uma bola de sorvete.

Salvar

Torta rústica de maçã

Sobremesa pra ser feita rapidinho. Quer dizer, você pode fazer tudo fresquinho na hora, sem problemas… mas eu usei o que sobrou da massa da torta de chocolate que tava congelado e o caramelo que já estava pronto na geladeira. Porque aí fica fácil né, aproveitamento de restinho é por aqui mesmo. Além de ficar uma delícia claro!!

Agora já estou imaginando a mesma ideia de só dobrar a massa mas por cima de peras, frutas vermelhas e mais uma infinidade de recheios….

maçã2Torta Rústica de Maçã

1 pedaço de massa – receita aqui
2 colheres sopa de caramelo – receita aqui
1 maçã verde
3 colheres sopa de açúcar com canela
o fundo de uma forma de aro removível – ou uma forma grande

Abra a massa com 0,5cm no máximo. Não precisa ter um formato redondo perfeito, a quantidade de massa que eu usei deu mais ou menos 25cm de tamanho. Unte a forma e transfira a massa para ela. Cubra o meio da massa com o caramelo, deixando as bordas sem. Fatie a maçã e cubra o caramelo com ela. Dobre as bordas de massa sobre a maçã e polvilhe tudo com o açúcar com canela. Leve ao forno baixo (180°) por cerca de 30min, ou até assar a massa. Sirva com mais calda de caramelo, ou com sorvete.

Salvar