Bolachinhas de gengibre com limão

Bolachinhas de gengibre com limão, juntando dois extremos pra mim: o frescor do limão que lembra o verão chegando, com o conforto do gengibre, ainda em clima de inverno!
bolachinhas de gengibre com limão

Essas bolachinhas são mais uma receita anotada as pressas num caderninho durante um dos cursos da Eduk. Por acaso o mesmo curso do Tom Abrahão onde aprendi o Cantuccini de amêndoas. E justamente por terem sido anotadas na pressa, não tenho ideia se são bolachinhas, ou biscotti, ou biscoito, ou rosquinhas… No caderno tava só gengibre com limão. Sim, já me dei uma bronca por isso!

Deduzindo a partir dos ingredientes e das poucas informações de passo a passo, decidi fazer como bolachinhas de gengibre com limão mesmo. E, antes que a dúvida biscoito ou bolacha apareça, já explico: por aqui bolacha é um tipo de biscoito. Mais especificamente: bolacha é quando você modela uma bolinha de massa pra depois achatar, seja com o dedo, uma xícara ou um carimbo.

Histórias a parte, o resultado é delicioso! Gengibre e limão combinam muito bem, e ainda tem um toque muuito leve do cravo, deixando as bolachinhas perfumadas mas leves. E  textura é quase que de um bolinho, tipo cookie macio sabe? E dá pra deixar mais crocante? Até dá, é só deixar no forno até dourar bem. Mas essa maciez funcionou pra mim, já que saiu do óbvio crocante da maioria dos biscoitos.

Por último as mudanças: Adaptei as medidas pois estava tudo em gramas. E troquei a cobertura! Originalmente iriam pedacinhos de gengibre cristalizado, mas preferi usar o meu gengibre em calda mesmo. Pra quem quiser fazer, a receita tá nesse post, e é bem fácil. Pra quem preferir a versão cristalizada é só colocar por cima de cada bolachinha antes de ir ao forno.
bolachinhas de gengibre com limão

Bolachinhas de gengibre com limão

2 xícaras de farinha de trigo
1 colher sopa de gengibre em pó
1 1/2 colher chá de cravo em pó
3/4 xícara de açúcar refinado
180g de manteiga pommade
1 ovo pequeno
2 colheres chá de raspas de limão
10ml de suco de limão
fatias de gengibre em calda – opcional

Bata a manteiga com o açúcar até ficar bem fofo. Acrescente o limão, os temperos e o ovo e bata novamente até ficar homogêneo. Vá adicionando a farinha aos poucos e misturando delicadamente até incorporar totalmente. Se a massa ficar muito mole pra enrolar leve para a geladeira por cerca de meia hora. Modele bolinhas de massa e amasse ligeiramente. Eu usei uma xícara com o fundo enfarinhado, mas vale o método que você preferir. Se for usar o gengibre em calda, coloque uma fatia em cima de cada bolachinha depois de achata-las. Leve ao forno já aquecido a 200C até que o fundo doure; não precisa esperar o topo dourar. Espere que esfriem completamente antes e guardar em uma lata com tampa.

——————————

Em 2014: Bolo formigueiro
Em 2015: Condessa refrescante

The Summit Cocktail – da casa

The Summit Cocktail, ou em bom português o cocktail da cúpula! E eu já explico porque…

Segundo a história que vi [aqui], esse cocktail foi criado numa conferência de especialistas em conhaque, com o objetivo de celebrar a bebida. Ou seja, a alta cúpula de conhecedores arranjou um jeito incrível de beber conhaque.

E claro, eu mexi na receita deles porque não gostei do primeiro resultado…rs
A receita original usa fatias de gengibre fresco e limonada, e sinceramente com um conhaque excelente que a Rainha deve beber pode até ser que funcione. Mas na vida real, com conhaques acessíveis ao bolso comum, não rolou tão bem. Então na segunda tentativa substituí o gengibre fresco pelo em calda e fiz uma meio limonada com limão e a própria calda do gengibre. Aí sim, ficou muito bom mesmo!

Pra quem não tem gengibre em calda vale usar qualquer xarope comum e o gengibre fresco mesmo, ooou acessar esse link pra fazer o seu próprio gengibre em calda! (é uma delícia)

Mais uma coisa: eu usei limão capeta que é o meu favorito e a receita original usa siciliano; use o que preferir. E de acordo com a acidez do seu limão, ajuste a quantidade de água/calda pra quantidade de suco.

O summit coktail da casa – original aqui

4 fatias de gengibre – fresco ou em calda
1 fatia de limão – usei capeta
60ml de conhaque – seu favorito
50ml de suco do limão
40ml de calda/xarope/água com açúcar
1 fatia de casca de pepino*

Misture, em um copo largo e baixo, metade do conhaque, o gengibre e a fatia de limão. Acrescente algumas pedras de gelo (muitas ou poucas de acordo com o seu gosto) e misture.
Separadamente misture o restante do conhaque, o limão e a calda e transfira para o copo. Finalize com a casca de pepino.

*Eu ainda não faço ideia do porque do pepino. Se você beber do lado dele do copo dá pra perceber o aroma, mas é só. Se não tiver em casa, não deixe de fazer o drink. Mas se tiver, não custa nada e fica bonito! 😛

———————
Em 2015: Bolinho e pasta de lentilha (pra acompanhar o drink)

Salvar

Salvar

Salvar

Doce Gim

Como adoçar o Gim e fazer um drink que dá pra beber igual suco*:

*Favor não beber igual suco porque Gim é forte pra caramba!

O drink dessa sexta é só um jeitinho de deixar uma bebida mega forte, e ligeiramente (ou muito) seca, mais palatável pra paladares mais suaves. E dá pra variar radicalmente o sabor final usando caldas diferentes. Nesse aqui eu usei a calda do gengibre que fiz aqui, e assim ficou um sabor beem suave; mas aí vai do gosto e o xarope simples só de açúcar funciona bem também.

E eu sei que tá frio e na receita fala em “gelo a vontade” mas dá pra fazer sem o gelo e com a água em temperatura ambiente que fica gostoso do mesmo jeito!

Doce Gim

30ml de Gim
30ml de água
30ml de calda – usei essa
1 colher chá de limão
1 anis estrelado
gelo a vontade

É só misturar tudo no copo e aproveitar!

——————————
Em 2015: Bolo Baiano

 

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Vodka ginger twist

Esse drink é levinho, bem refrescante e super fácil de fazer… do jeito que eu gosto!

O nome eu resolvi não traduzir por motivos de: nomes de drinks são sempre brega. No caso desse o nome em português ficaria Surpresa de gengibre com/na vodka… Não quero me responsabilizar por isso, então fiquemos com o nome original mesmo…

Mas apesar do nome horrendo o gosto é ótimo! O limão deixa a vodka refrescante e a calda de gengibre além de adoçar dá uma certa picância pro resultado final. Pra quem não lembra, ou não ficou sabendo, a calda de gengibre é mega fácil de fazer e eu já poste a receita aqui. 😉

Vodka Ginger Twist – original aqui
serve dois copos

1 dose de limão
1 1/2 dose de vodka gelada
2 doses de calda de gengibre
muito gelo

É só misturar todos os ingredientes e servir em copos cheios de gelo.

————————–
Em 2015: biscoitos de nutella

Salvar

Salvar

Gengibre em calda

Amo gengibre! Mas detesto comer gengibre puro pois acho que a boca arde demais. Essa receita de gengibre em calda acabou se tornando uma das poucas exceções ao caso.

Explico: nessa conserva o gengibre acaba perdendo bastante da sua ardência, mais ou menos conforme o gosto de quem faz, mas mantém o gosto característico. E claro fica um pouco mais molinho, mas não totalmente. Pra mim, a melhor forma de comer gengibre, empatada lá no topo com balas de açúcar saborizadas.

É sempre bom avisar no entanto: a calda fica bem ardida, no início vá com calma!
A receita vem do ICKFD e não mexi nos ingredientes que já são bem básicos. Mas acabei mexendo nas proporções pra conseguir o resultado que queria. Isso não é exatamente um problema. Compotas em geral são assim mesmo, varia muito conforme a fruta/legume/raiz usada, e o ponto final desejado. Portanto vale usar as medidas abaixo como guia, mas não como regra inquebrável tá bem? E isso vale pra forma de cortar o gengibre também, eu prefiro lâminas tão finas quanto eu conseguir, mas dá pra cortar do jeito que quiser.

Mais um detalhe importante: o vidro TEM que ser guardado tampado e na geladeira para durar mais. Agora vou lá caçar milhares de receitas pra usar esse gengibre… 😉

Gengibre em calda – original aqui

1 parte de gengibre – 100g
2 partes de açúcar – 200g
6 partes de água – 600ml
água para ferver o gengibre

Descasque o gengibre e pese, é essa medida que será usada.
Fatie o gengibre bem fino e transfira para uma panelinha. Cubra com água em temperatura ambiente e leve ao fogo até ferver. Conte 3 minutos e desligue o fogo. Descarte a água quente e cubra o gengibre novamente com água em temperatura ambiente.

Volte ao fogo e deixe ferver mais 3 minutos. Esse processo todo vai atenuar o sabor picante do gengibre, portanto você pode fazer apenas uma vez ou repetir mais vezes conforme o seu gosto. Pra mim duas vezes foram o suficiente.

Depois de descartada a água da última fervura cubra o gengibre com a água medida e volte ao fogo. Deixe ferver por cerca de 10 minutos* e então adicione o açúcar. Deixe cozinhando em fogo médio até que a calda comece a engrossar. Desligue o fogo e transfira ainda quente para m pote de vidro. Espere esfriar antes de tampar e guardar na geladeira.

*esse tempo é válido para 100g de gengibre, se a sua quantidade for muito maior ou muito menor ajuste o tempo.

——————————–
Em 2015: Puffs de muçarela

Salvar

Ginger Man

Já tentei algumas vezes fazer o tal “Homem Biscoito de Gengibre”, falhei miseravelmente algumas vezes, cheguei perto outras, mas dessa vez eu acertei, ficou uma delícia!!!

Esses bonequinhos são meio famosos principalmente porque a criançada americana deve adorar fazer e, principalmente, comer. A verdade é que o sabor gengibre em coisas doces não é muito comum por aqui. Mas deveria ser porque o sabor super suave do gengibre combina muito com o biscoito!

(numa das falhas miseráveis eu devo ter usado 1kg de gengibre porque aquele ficou horrível….)

A receita veio lá do panelinha, mas pela primeira vez precisou de reparos nessa cozinha. A primeira leva feita exatamente de acordo com o site ficou com uma textura esquisita e começou a queimar antes de assar. Um pouco mais de farinha, uma segunda ida a geladeira e pronto: biscoitos crocantes e que seguram a forma dos bonequinhos! O último desafio foi confeitar fazendo as carinhas, e aí vem a prova de que realmente eu não nasci pra ser artista plástica…. Mas ainda assim, a graça deles é cada um ser do seu jeito, com cara de feito em casa mesmo, então tá valendo!

PS: uma fofura a mais são esses mini mini mini biscoitos pra colocar num pote bonito e dar de presente!

Biscoitos de Gengibre – original aqui

50g de manteiga sem sal
1/2 xícara de açúcar mascavo
2 colheres sopa de mel
1 1/4 xícara de farinha de trigo
1 colher chá de gengibre em pó
1/2 colher chá de bicarbonato de sódio
1 ovo médio

Leve ao fogo o açúcar com a manteiga e o mel até que derreta.
Enquanto isso em uma tigela peneire todos os ingredientes secos e misture.
Junte o ovo aos secos e comece a misturar. Vá acrescentando a mistura derretida aos poucos e misturando até ficar uma massa homogênea. Cubra com filme plástico e leve ao congelador por 1 hora (ou a geladeira por vááárias horas).

Para abrir a massa mais facilmente eu usei o próprio filme plástico que usei pra cobrir:
Enfarinhe o filme plástico como se fosse a bancada e coloque a massa sobre ele, dobre o plástico cobrindo a massa e abra com um rolo. Dessa forma quando cortar a massa ela sairá do plástico sem perder a forma do cortador. Transfira os biscoitos para uma assadeira com silicone ou untada e enfarinhada. Leve as asssadeiras para a geladeira por 30min e depois leve ao forno a 180°, já aquecido, por 25min.

Deixe que os biscoitos amornem antes de tirar da forma e deixe que esfriem completamente antes de confeitar.

Para confeitar vale usar açúcar refinado mas o de confeiteiro é melhor. Misture algumas colheres de açúcar com um pouco, bem pouco, de água. Vá colocando gotas de água aos poucos até formar uma pastinha meio mole. Para facilitar é só colocar em uma manga de confeiteiro (ou sacola cortada) com um bico perlê pequeno e exibir seus dotes artísticos.

Salvar